Efeitos colaterais dos medicamentos vasodilatadores

Autor: 
Jill Ferguson, PhD.

Alguns efeitos colaterais dos medicamentos vasodilatadores desaparecem à medida que o corpo se ajusta a eles - os pacientes não precisarão de cuidados médicos por conta desses efeitos colaterais, a menos que persistam ou interfiram nas atividades normais. São eles:

  • cefaléia
  • náusea ou vômito
  • diarréia
  • perda de apetite

Outros efeitos colaterais requerem cuidados médicos. O paciente deve procurar um médico se ocorrer qualquer um dos efeitos colaterais a seguir:

  • reação alérgica (espirro, congestão respiratória, coceira ou erupções na pele)
  • pressão baixa
  • batimentos cardíacos acelerados
  • tontura
  • arritmia cardíaca
  • tosse seca
  • desmaio
  • ganho de peso
  • retenção de líquido
  • sonolência, fraqueza ou fadiga
  • sensibilidade elevada à luz do sol (que provoque queimaduras ou erupções graves na pele)
  • dor lombar ou articular
  • hemorragia como sangramento nasal
  • mudanças na aparência da pele (erupções, cor amarela ou azulada)

Em geral, pacientes idosos são mais sensíveis aos efeitos colaterais dos vasodilatadores, especialmente à sonolência e à tontura.

suco de toranja
Anthony Masterson/StockFood Creative/Getty Images
Quem toma medicamentos vasodilatadores não deve beber suco de toranja

Os pacientes devem procurar um médico antes de tomar qualquer outro medicamento (prescrito ou vendido sem receita médica), incluindo suplementos nutricionais ou remédios fitoterápicos. As substâncias que podem intensificar os efeitos dos vasodilatadores e levar à pressão muito baixa são:

  • outros vasodilatadores (a menos que prescritos como parte de uma terapia de combinação);
  • álcool, que é um vasodilatador;
  • medicamentos para disfunção sexual;
  • ácido nicotínico, uma forma de vitamina B3 que, às vezes, é usada como medicamento redutor de colesterol;
  • suco de toranja, que interfere na capacidade do fígado de livrar o corpo de vasodilatadores e muitas outras substâncias (isso poderia levar ao acúmulo de vasodilatadores a níveis perigosos no corpo).

As substâncias a seguir podem impedir os efeitos de alguns vasodilatadores e aumentar a pressão arterial:

  • narcóticos (analgésicos fortes prescritos)
  • nicotina
  • medicamentos antiinflamatórios não esteróides (NSAIDs)

Além disso, alguns medicamentos vendidos sem receita médica podem apresentar uma interação medicamentosa com os vasodilatadores como mudanças do efeito, incluindo aqueles para controle do apetite, asma, gripe, resfriado, tosse, problema nos seios da face e febre do feno.

Para saber mais sobre os medicamentos vasodilatadores, veja os links na próxima página.