Como tratar problemas da vesícula biliar

Autor: 
Editores do Consumer Guide

Cerca de 20 milhões de norte-americanos convivem com cálculos biliares e outros distúrbios da vesícula biliar, mas somente uma pequena porcentagem sente os sintomas da vesícula, e uma quantidade ainda menor tem problemas recorrentes. Ninguém sabe o que causa a colecistopatia. Diversos fatores, como hereditariedade, ­dieta, hormônios, sobrepeso e infecções, provavelmente têm uma grande influência.

­­

­
­Os cálculos biliares provocam inflamação da vesícula ou lesão do fígado se bloquearem o fluxo da bile.
Os
cálculos biliares podem se formar na vesícula ou no ducto biliar e
causar inflamação da vesícula ou lesão do fígado se bloquearem o fluxo da bile da vesícula até o intestino delgado

­

Os termos médicos para a colecistopatia são colelitíase, que se refere aos cálculos biliares, e colecistite, que se refere à inflamação da vesícula.

Nesse artigo, examinaremos os diversos distúrbios da vesícula biliar e reveremos as várias opções de tratamento disponíveis. Vamos dar início falando do órgão propriamente dito.

­Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., nem o autor, nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de s­e submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.

­­