Tratamento da retinopatia diabética

Autor: 
Timothy Gower

Se você é diabético, uma intervenção precoce pode salvar a sua visão ou pelo menos, se ela já estiver falhando, impedir que piore. O paciente que tem retinopatia diabética necessita de cuidados para, no futuro, evitar os procedimentos abaixo.

Cirurgia de fotocoagulação a laser

Uma maneira de tratar a retinopatia diabética é com um equipamento que realiza amplificação da luz por emissão estimulada de radiação - mais conhecido como "laser". Essa ferramenta que emite luz pode ser usada para tratar a retinopatia proliferativa, o edema macular e o glaucoma neovascular.

Tratamento da retinopatia diabéticaOs tratamentos a laser podem reduzir a progressão da perda da visão em diabéticos

Com a remoção dos vasos sangüíneos problemáticos que surgem na retina, um laser pode reduzir ou deter a progressão da retinopatia proliferativa, embora os tratamentos não curem a doença. Geralmente, o mesmo acontece em tratamentos a laser para o edema macular, embora alguns pacientes possam experimentar pequenas melhoras.

Em um estudo, os pesquisadores compararam um grupo de pacientes que se submeteram à fotocoagulação a laser para tratar a neovascularização (crescimento de vasos sangüíneos fracos nos olhos) ou sangramento no vítreo, com um outro grupo de pacientes que não receberam o tratamento. Apenas 11% dos pacientes tratados perderam a visão, contra 26% dos pacientes não tratados.

Vitrectomia

Os médicos usam esse procedimento quando o sangue vaza para dentro do vítreo, causando uma retinopatia diabética proliferativa grave. Se o sangue tiver preenchido o vítreo, embaçando a visão, ele pode eventualmente ser reabsorvido pelo corpo. Caso contrário, um cirurgião pode remover o vítreo, junto com os vasos sangüíneos anormais que causam o problema. O vítreo é substituído por uma solução transparente.

Cirurgia LASIK

Graças aos avanços da medicina e da tecnologia, muitas pessoas deixaram de usar óculos depois de fazerem uma cirurgia a laser para corrigir a miopia e a hipermetropia.

O procedimento cirúrgico mais conhecido é chamado de LASIK. A maioria dos médicos concorda que alguns diabéticos podem passar pela cirurgia para melhorar a visão, enquanto para outros pacientes a cirurgia não é indicada.

Um problema maior: a glicose elevada pode embaçar a visão, que melhora sozinha quando os níveis de açúcar no sangue são reduzidos. Se a sua glicose é instável, os resultados da cirurgia LASIK podem ser decepcionantes. Alguns médicos também se preocupam com a possibilidade de que as córneas de alguns pacientes diabéticos não se curem adequadamente, ou que o procedimento possa danificar ainda mais a retina de um paciente com retinopatia.

Um estudo de 2002 descobriu que pacientes diabéticos que se submeteram à LASIK tiveram taxas acima do normal de complicações pós-operatórias. E mais, comparados aos pacientes com níveis normais de açúcar no sangue, os pacientes diabéticos tiveram resultados mais fracos, quando avaliado em quanto o procedimento tinha melhorado a visão.

Entretanto, um estudo de 2005 em 24 pacientes diabéticos (sete tinham tipo 1, enquanto o restante tinha tipo 2) determinou que 43 de 48 olhos foram tratados de forma bem sucedida, resultando em melhora significativa da visão. Isso aconteceu porque os pacientes tinham glicose bem controlada. Se você tem visão fraca e está pensando em se submeter à cirurgia ocular a laser, pergunte ao seu médico se você é um bom candidato.

 

Para mais informação sobre diabetes, visite os links a seguir.

  • Retinopatia diabética: quando o paciente diabético envelhece, a doença pode afetar a visão. Descubra o que você precisa saber aqui.
  • Sintomas da retinopatia diabética: nesse artigo você aprenderá como reconhecer os sintomas dessa doença, para que saiba quando procurar tratamento.
  • Neuropatia diabética: se você tem diabetes, há chances de ter essa forma de lesão do nervo. Descubra mais aqui.
  • Sintomas da diabetes: algumas pessoas têm diabetes e não sabem. Aprenda como identificar se você precisa de tratamento.
  • Diabetes: essa desordem no sangue pode afetar a maioria dos seus órgãos. Aprenda como a diabetes funciona.
  • Como cuidar dos seus olhos: a diabetes pode causar perda extrema da visão e até cegueira. Descubra como preservar a sua visão.

Sobre o autor: Timothy Gower é um escritor freelancer e autor de vários livros. Seu trabalho apareceu em várias revistas e jornais, incluindo Prevention, Health, Reader's Digest, Better Homes and Gardens, Men's Health, Esquire, Fortune, The New York Times, and The Los Angeles Times.

Sobre os consultores: Dana Armstrong, nutricionista registrada, educadora certificada sobre diabetes, se formou em nutrição e dietética na Universidade da Califórnia, em Davis, e completou sua residência em nutrição no Centro Médico da Universidade do Nebraska, em Omaha. Em consultas particulares, durante 21 anos, ela desenvolveu programas educacionais que beneficiaram mais de 5 mil pacientes com diabetes. Ela é a co-fundadora e diretora de programa do Diabetes Care Center em Salinas, Califórnia.

Allen Bennett King, membro da Academia Americana de Médicos, Membro da Academia Americana de Epidemiologia, Educador Certificado sobre Diabetes, se formou e fez residência na Universidade da Califórnia, Berkeley; na Escola de Medicina da Universidade de Creighton; no Centro Médico da Universidade do Colorado e no Centro Médico da Universida de Stanford. Ele é o autor de mais de 50 trabalhos em ciência médica e fala nacionalmente sobre os novos avanços no diabetes.

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltda., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.­