Como escolher a tonalidade e o produto certo para meu cabelo

Autor: 
Marshall Brain

Escolher uma nova cor de cabelo não é tão simples como encontrar, numa embalagem de drogaria, uma cor de que você goste. Faça a escolha baseada na análise da coloração natural de seu cabelo, na cor dos olhos e no tom de pele. Primeiro, vamos rever as "leis" básicas de cores. A cor, como sabemos, é na verdade o reflexo da luz sobre os pigmentos coloridos no fio de cabelo. É como os prismas coloridos que você viu na escola: é a luz fragmentada em cores distintas que você pode ver. Isso é o que acontece com a cor do cabelo, só que você adiciona ou subtrai cores para mudar de uma tonalidade para outra ou para mudar os subtons.

Um matiz de cor é formado por diferentes combinações de reflexos com ausência de pigmentos. É por isso que a cor do cabelo - natural ou tingido - parece diferente sob luz fluorescente ou natural. Os níveis de cores são os graus de presença ou ausência de luminosidade da cor vista pelos olhos. A cor dos cabelos é estabelecida em um nível de 1 a 10, sendo 10 a mais clara e 1 a mais escura. O preto reflete muito pouca luz e os matizes mais claros de loiro refletem grande quantidade de luz. Um colorista diria que o loiro de nível 10 é 2º mais claro do que o loiro de nível 8.

Veja o quadro de cores e imagine que você quer clarear a tonalidade de seu cabelo. Quando o cabelo é clareado, ele produz subtons quentes ou amarelo-avermelhados. Lembre que misturar amarelo com vermelho resulta em laranja, que normalmente não é a cor desejada para o cabelo! Volte ao quadro para descartar algumas das tonalidades alaranjadas mas não deixe de lado os tons quentes. As melhores cores para o cabelo, caso você tenha subtons quentes de pele , como: marfim, pêssego, marrom-dourado, bege cremoso, café com leite, marrom-amarelado, cobre, marrom-dourado forte, e olhos em tonalidade azul-piscina, verde, topázio, âmbar ou castanha, são as douradas com reflexos avermelhados, marrons, cor de mel, castanho, cobre e mogno. Tonalidades frias puxam para o violeta. Se o tom de pele for róseo, moreno, mulato ou negro e seus olhos forem de tonalidade azul-clara, azul-acinzentada, azul-escura, verde-escura, castanha ou preta, as melhores opções são os reflexos nas tonalidades puxando para ameixa e burgundy, loiro acinzentado ou platinado, castanho, castanho-escuro, preto, acinzentado e branco.  

Os especialistas (em inglês) afirmam que as chances de arrependimento são mínimas se você resgatar a tonalidade de seu cabelo aos 12 anos de idade. Para se divertir, visite o site da Clairol (em inglês), que dá uma idéia de como você ficaria ruiva - ou loira.

A escolha do produto para tingimento depende do que você quer e de quanto tempo a cor deve durar. A maioria das mulheres começa com uma tonalidade suave, para depois passar para cores mais fortes. Ao notar que há mais partes grisalhas ou que a tintura não está cobrindo tão bem como antes, talvez seja necessário mudar para um nível mais forte. O nível 3 é o único que pode cobrir de forma completa e permanente qualquer quantidade de grisalho.

O indispensável teste de mecha - em inglês (descrito nas embalagens de tintura doméstica) vai confirmar se você escolheu a cor certa  e o produto certo, dando a oportunidade para você mudar de idéia, se for o caso. Funciona assim:  

  • misture uma colher de chá da solução colorante e uma colher de chá do creme revelador (peróxido) num recipiente;
  • aplique a mistura na raiz ou nas pontas para ter o resultado. Você pode isolar a mecha do resto do cabelo envolvendo-a em um pedaço de papel alumínio e prendendo com um grampo;
  • aguarde por alguns minutos de acordo com as instruções da embalagem, lave e seque a mecha;
  • veja o efeito sob diferentes tipos de iluminação para ver se você gosta.