Tabagismo e doenças

Autor: 
Stella Martins
No trabalho não

Até mesmo os fumantes aprovam a restrição do cigarro nos locais de trabalho. Essa é conclusão a que chegou uma pesquisa realizada com trabalhadores em diversos países.

Leia mais em VEJA.com

Datam de 1964 os primeiros estudos científicos que relacionam o consumo do tabaco com doenças respiratórias, entre elas a Doenças Pulmonar Obstrutiva Crônica-DPOC (enfisema e bronquite) e o câncer de pulmão.

Existem cerca de 50 doenças, que tem o seu aparecimento diretamente relacionado ao consumo do tabaco ou são agravadas na presença dele. Quando analisamos as mortes causadas pelo tabagismo, vemos que esse produto é responsável por 30% das mortes por câncer, 90% dos óbitos por câncer de pulmão, 25% das vidas perdidas por doença coronariana, 85% das mortes por enfisema e bronquite e 25% dos derrames fatais.

tabagismo e doenças
© istockphoto.com / Nancy Louie
O consumo do tabaco está relacionado a cerca de 3 milhões de mortes por ano no mundo

Estima-se que o consumo dessa substância ocasiona nos dias de hoje 3 milhões de mortes/ano no mundo. No Brasil, são 200 mil mortes/ano, que poderiam ser evitadas caso os produtos derivados do tabaco não fossem consumidos. Para o ano de 2020 estão estimadas 10 milhões de mortes/ano no mundo.

Nesse artigo veremos os órgãos afetados pela nicotina e pelos produtos que são adicionados ao tabaco, bem como as doenças causadas por eles.