O sabonete antibacteriano deve ser retirado do mercado?

Autor: 
Josh Clark

Sabe quando o seu médico receitou um tratamento à base de antibióticos e disse a você para tomar toda a medicação da receita? Você devia tê-lo ouvido. Graças a milhões de antibióticos usados incorretamente no mundo todo (quantos frascos meio vazios estão em sua caixa de remédios agora?), a bactéria que você pretendia matar está ficando mais forte. De fato, algumas bactérias - como o supermicroorganismo MRSA - são imunes a certos antibióticos.

O uso incorreto de antibióticos fizeram com que algumas bactérias desenvolvessem resistência a algumas drogas.
Cortesia Joe Raedle/Getty Images
O uso incorreto de antibióticos fizeram com que algumas bactérias desenvolvessem resistência a algumas drogas

Isso acontece através do processo de seleção natural. As pessoas tomam antibióticos para eliminar a bactéria que causa uma infecção. Mas algumas bactérias são mais fortes que outras, e se você não terminar o tratamento inteiro de antibióticos, algumas bactérias sobreviverão e serão mais resistentes aos antibióticos.

A evolução de bactérias resistentes às drogas não é apenas o resultado de negligência em seguir o tratamento. Sabonetes antibacterianos e antimicrobianos, e outros produtos de limpeza que você tem no seu banheiro e cozinha, também são responsáveis. Assim como os antibióticos podem ser usados incorretamente, o mesmo pode acontecer com produtos antibacterianos. Quando foi a última vez que você lavou as suas mãos pelos 20 segundos como sugerem os Centros Nacionais de Controle de Doenças? Vinte segundos podem não parecer muito, mas é o tempo necessário para suas mão ficarem realmente limpas.

Os agentes antibacterianos e antimicrobianos foram criados para prevenir a propagação de infecções em hospitais. As empresas começaram também a fazer propaganda desses produtos para o consumo diário. Como resultado, mais micróbios são expostos a esses agentes e desenvolvem resistência a eles.

Ao usar mais produtos antibacterianos, as pessoas podem encorajar as bactérias a se desenvolverem e se tornarem mais virulentas do que eram anteriormente. O uso excessivo de produtos antibacterianos é agora uma questão importante de estudo dentro do campo da farmacoepidemiologia (o estudo de como as pessoas usam os medicamentos).

Se os produtos antibacterianos e antimicrobianos podem ser uma ameaça à saúde pública, por que eles continuam nas prateleiras das lojas? Nós chegaremos lá, mas primeiro vamos analisar como os produtos antibacterianos funcionam - ou não funcionam.