Gêmeos

Autor: 
Craig C. Freudenrich, Ph.D.

Às vezes, dois folículos dominantes desenvolvem óvulos e ovulam. Se ambos forem fecundados e então implantados no útero, dois embriões se desenvolvem: são gêmeos. Pelo fato de se desenvolver a partir de óvulos separados que foram fecundados por espermatozóides diferentes, são chamados de gêmeos fraternos. Gêmeos fraternos não dividem mais informações genéticas do que irmãos que nasceram separadamente.

Além disso, as duas células filhas que permanecem após um óvulo fecundado ter passado pela primeira divisão podem se separar e se dividir independentemente. Quando isso acontece, elas permanecem ligadas livremente na trompa de Falópio, e as duas blástulas se fixam juntas na parede uterina. Elas se desenvolvem como dois embriões separados. Pelo fato desses embriões terem vindo do mesmo óvulo fecundado, dividem material genético idêntico e são chamados de gêmeos idênticos (ou univitelinos).
/>