Remédios caseiros para gripe

Autor: 
Editores do Consumer Guide

Combata a tosse com um antitussígeno de venda livre
hidesy/iStockphoto
Descanso e muito líquido para aliviar os sintomas da gripe e combater o vírus

A gripe é uma infecção viral que ataca todo o corpo com uma vingança. O sofrimento começa de repente, com calafrios e febre, e se transforma em mais sintomas desagradáveis que vão deixá-lo fora da ativa: dor de garganta, tosse seca, nariz escorrendo ou entupido, dor de cabeça (especialmente atrás dos olhos), dores musculares severas, fraqueza, dor nas costas e perda de apetite. Algumas pessoas até experimentam dor e rigidez nas juntas.

A gripe é uma doença altamente contagiosa, porpagada por gotículas do trato respiratório da pessoa infectada. Essas gotículas podem estar no ar, como as liberadas depois que uma pessoa tosse ou espirra, ou podem ser transferidas pelas mãos da pessoa infectada.

Os piores sintomas duram de três a cinco dias, mas outros, como tosse e fadiga, podem se arrastar por semanas. E o período desagradável com a gripe pode ser ainda pior se você desenvolver uma infecção secundária, como otite, sinusite ou bronquite. Até pneumonia pode ser uma complicação - potencialmente séria - da gripe.

Quem corre risco?

Quando se trata de gripe, pensa-se inicialmente em crianças. A ausência na escola dispara, assim como o número de crianças dando entrada em hospitais com doenças respiratórias. A infecção se espalha rapidamente para adultos, que também começam a ocupar os leitos dos hospitais, muitas vezes com pneumonia ou piora de problemas cardíacos ou pulmonares.

A mudança na linhagem do vírus da gripe de ano para ano torna difícil desenvolver vacinas 100% eficazes. A injeção que você recebe no braço costuma ser eficaz somente contra o vírus do ano anterior, bem como contra as mutações que os pesquisadores acreditam que vão agir na próxima estação de gripe. Mas a vacina provavelmente não pode lutar contra as recombinações genéticas que possam ter ocorrido. Mais: as vacinas contra gripe mostraram ter 80% de eficácia quando recebidas antes que a estação da gripe se inicie (preferencialmente entre abril e maio). Por isso, se você realmente não pode ficar doente, uma injeçãozinha pode não ser uma má idéia. E se você está no grupo e alto-risco, então a vacina antigripal é uma prioridade.

Quando procurar um médico por causa da gripe?

Sinais de que é hora de procurar o médico incluem febre alta que dura mais de três dias, tosse persistente que piora (especialmente se associada a dores fortes no peito ou à respiração curta) e incapacidade de se recuperar. Essas coisas podem sinalizar uma infecção bacteriana secundária que precisaria ser tratada com a prescrição de antibióticos. Se você tem algum problema pulmonar ou doença cardíaca, consulte seu médico ao primeiro sinal de gripe.

Uma vez que você pegou a gripe, ela pode deixar você de cama. Veja a seguir 14 remédios caseiros que vão ajudá-lo a se curar da gripe ou acabar com seus sintomas desagradáveis.

Descanse bastante

Durma muito ou, se não for possível, pegue leve por alguns dias. Isso não é difícil de fazer, considerando que a fadiga é um dos principais sintomas, então você não sentirá vontade de fazer nada além de ficar deitado na cama ou no sofá. Considere isso como uma boa desculpa para tirar uma folga necessária do estresse diário. E se você realmente tiver que continuar a trabalhar, tente ir para a cama um pouco mais cedo e chegar no escritório na manhã seguinte um pouco mais tarde.

Tome analgésicos e antipiréticos

A gripe frequentemente vem acompanhada de febre alta que pode variar de 38,8ºC a 41,1ºC. Você pode contar com uma incomum dor de cabeça também. Baixar a febre vai ajudar a prevenir desidratação e a reduzir os calafrios incontroláveis associados à febre. Por outro lado, já que a febre pode, na verdade, ajudar seu corpo a lutar contra o vírus, você pode querer que ela siga seu curso normal se a temperatura não atingir um nível perigoso. Analgésicos ajudam a aliviar as dores no corpo, e os antipiréticos ajudam a baixar a febre. Consulte um médico antes de tomar qualquer medicamento.

Combata a tosse seca com um antitussígeno de venda livre
Sphotos/iStockphoto
Combata a tosse seca com um antitussígeno de venda livre

Contenha a tosse seca

Para a tosse seca e intermitente que o está mantendo longe
do descanso necessário, você pode encontrar alívio em um antitussígeno de venda livre.

Encorage a tosse "produtiva"

Uma tosse que traga para fora o muco, por outro lado, é
considerada produtiva e não deveria ser suprimida com remédios para a tosse. Beber líquidos ajuda a tosse e também alivia um pouco.

Mel

Uma tosse seca e persistente pode manter a casa inteira acordada durante a noite. Encontre a paz com mel. Há muito tempo o mel vem sendo usado na tradicional medicina chinesa como paliativo da tosse. É uma receita simples: misture 1 colher de sopa de mel de abelha em um copo de água quente. Mexa bem e beba. O mel atua como um expectorante natural, promovendo o fluxo do muco. Esprema um pouco de limão na mistura se você quiser cortar um pouco do doce.

Beba, beba, beba

Isso não quer dizer bebida alcoólica, claro. Mas beber muito de qualquer líquido não alcoólico ou descafeinado (cafeína e álcool atuam como diuréticos, o que, na verdade, aumenta a perda de fluidos) vai ajudar a mantê-lo hidratado e também fluidificará as secreções mucosas. A gripe pode causar perda de apetite, mas os pacientes geralmente acham agradável uma sopa quente. Se você não está comendo muito, sucos são uma boa escolha também, desde que eles proporcionem os nutrientes que estão faltando para você.

Umidifique sua casa no inverno

Sempre quis saber por que a gripe ataca nos meses frios? Parte da razão é seu aquecimento. Calor artificial baixa a umidade, criando um ambiente que possibilita ao vírus influenza desenvolver-se. (O ar externo mais frio também empurra as pessoas para espaços internos confinados, tornando mais fácil para o vírus se espalhar.) Colocar um pouco de umidade no ar em sua casa durante o inverno com um umidificador quente pode ajudá-lo a prevenir a propagação do vírus. E também pode fazê-lo sentir-se mais confortável.

Um caldo leve ajuda a manter o corpo hidratado na gripe
killerb10/iStockphoto
Um caldo leve ajuda a manter o corpo hidratado na gripe

Caldo

Um caldo ralo de carne, frango ou legumes vai ajudar a mantê-lo hidratado e a liquefazer quaisquer secreções mucosas. Uma sopa é fácil de engolir, mesmo quando você está sem apetite, e ajuda a ingestão de nutrientes necessários.

Mostarda

A receita do emplastro de mostarda para gripe, peito cheio e bronquite vem dos tempos da Roma Antiga, que aprendeu bem cedo as propriedades de cura da mostarda. A mostarda tem propriedades antimicrobiais e antiinflamatórias, muitas das quais podem ser inaladas por vapor. Faça um emplastro com 1 colher de sopa de mostarda seca e 2 a 4 colheres de sopa de farinha. Misture tudo com um ovo (opcional) e água quente para formar a pasta. Depois, pegue dois lenços de pano limpos ou dois quadrados grandes de gaze (grandes o bastante para cobrir a parte superior do peito) e faça um sanduíche com a pasta de mostarda como recheio. Aplique azeite de oliva na pele do peito do gripado e coloque o emplastro de mostarda sobre. Deixe agir por alguns minutos, não esquecendo de olhar sempre. Quando remover o emplastro, retire qualquer vestígio de mostarda da pele, para evitar que a mostarda queime.

Chá

Uma xícara de chá quente é outra maneira de manter-se hidratado, o que é essencial quando se tem gripe. Apenas certifique-se de que seja descafeinado (chá mate e chá preto, por exemplo, têm cafeína).

Suco

De qualquer sabor ou tipo. Apenas beba muito suco para manter-se hidratado e ter algumas vitaminas extras durante o período da gripe.

Limão

O adorável limão pode provocar uma cara franzida quando comido puro, mas em uma bebida quente, limões o farão sorrir. Limonada quente tem sido usada como remédio para a gripe desde a Roma Antiga. Sendo altamente ácido, o limão ajuda a tornar as membranas mucosas desagradáveis para bactérias e vírus. Óleo de limão, que concede ao suco sua fragrância, é como uma droga maravilhosa contendo elementos antibacterianos, antivirais, antifúngicos e antiinflamatórios. O óleo também atua como um expectorante. Para fazer esse suco de fruta antigripe, coloque um limão inteiro picado em um copo de água fervendo. Enquanto o limão fica em infusão por cinco minutos, inale o vapor. Coe, adicione mel e aproveite. Beba limonada quente três a quatro vezes por dia durante a gripe.

Pimenta

Pimenta é um irritante, mas essa característica chata é um plus para quem sofre de tosse com muco grosso. A propriedade irritante da pimenta estimula a circulação e o fluxo do muco. Coloque uma colher de sopa de pimenta preta em um copo e adoce com uma colher de açúcar. Encha o copo com água fervendo, deixe descansar por 10 a 15 minutos, mexa e beba.

Tomilho

É hora de experimentar tomilho quando as membranas mucosas estão inflamadas, a cabeça dói e o corpo está quente de febre. De fragrância agradabilíssima, o tomilho deleita os sentidos (se você puder sentir o cheiro quando doente) e atua como um poderoso expectorante e antisséptico, graças ao timol, o óleo que o constitui. Coloque um ramo de tomilho nas mãos em concha e respire o vapor. O timol começa a atuar através do trato respiratório superior, soltando o muco e inibindo o alojamento da bactéria. Faça um chá de tomilho adicionando uma colher de sopa de tomilho seco a um copo de água fervendo. Deixe descansar por cinco minutos enquanto respira o vapor. Coe o chá, adoce com mel e beba devagar.

Da próxima vez que você for nocauteado pelo vírus da gripe, tente alguma dessas soluções caseiras. Você pode surpreender seus amigos e colegas de trabalho com um recuperação mais rápida.

SOBRE OS AUTORES:

Timothy Gower é escritor freelance e editor cujo trabalho já apareceu em muitas publicações, incluindo Reader's Digest, Prevention, Men's Health, Better Homes and Gardens, The New York Times, e The Los Angeles Times. Autor de quatro livros, Gower também contribui como editor da revista Health.

Alice Lesch Kelly é escritora na área de saúde baseada em Boston. Seu trabalho foi publicado em revistas como Shape, Fit Pregnancy, Woman's Day, Reader's Digest, Eating Well, e Health. Ela é co-autora de três livros sobre saúde da mulher.

Linnea Lundgren tem mais de 12 anos de experiência em pesquisa, redação e edição de jornais e magazines. Ela é autora de quatro livros, incluindo Living Well With Allergies.

Michele Price Mann é escritora freelance que escreveu para publicações como as revistas Weight Watchers e Southern Living. Ex-editora-assistente de saúde e fitness da revista Cooking Light, sua paixão profissional é aprender e escrever sobre saúde.

SOBRE OS CONSULTORES:

Ivan Oransky, médico., é subeditor da revista The Scientist. É tambem autor e co-autor de quatro livros, incluindo The Common Symptom Answer Guide, e escreve para publicações como Boston Globe, The Lancet e USA Today.
Ele atende como professor-assistente de medicina clínica e como professor adjunto de jornalismo na Universidade de Nova York.

David J. Hufford, Ph.D., é professor universitário e presidente do Medical Humanities Departament da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual da Pensilvânia. Ele também é professor nos departamentos de Ciências Neurais e Comportamentais e Medicina Familiar e Comunitária. Ele faz parte do quadro de editores de vários jornais, incluindo Alternative Therapies in Health & MedicineExplore.
e

Estes dados são apenas informativos. ELES NÃO PRETENDEM
FORNECER ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores do Consumer Guide (R),
Publications International, Ltda., nem o autor nem a editora se
responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis de qualquer
tratamento, procedimento, exercício, modificações alimentares, ação ou
uso de medicação resultantes da leitura ou da aplicação das informações
aqui contidas. A publicação dessas informações não se constitui em
prática da medicina, e estas não substituem a orientação de seu médico
ou de outros profissionais da área de saúde. Antes de se submeter à
qualquer tratamento, o leitor deve procurar seu médico ou algum outro
profissional da área de saúde.