Por que você precisa experimentar quinoa?

O Império Inca se transformou na maior nação da Terra, que se estendia por 4.000 quilômetros ao longo da Cordilheira dos Andes. Foi ligado entre si por estradas sofisticadas e corredores lendários - os chasquis - rapazes que percorriam caminhos montanhosos para entregar comunicações entre as aldeias.

Foto: Thinkstock

Estamos apostando em seu alimento mais sagrado, a quinoa, que significa “mãe dos grãos” em inca - uma das razões pelo qual eles eram tão fortes. Quinoa é uma fonte de proteína completa, com todos os nove aminoácidos essenciais que seu corpo precisa. Essa semente livre de glúten na verdade não é um grão, vem de uma planta relacionada com espinafre e acelga, e possui poderes nutricionais incríveis.

Existem cerca de 120 variedades de quinoa - branca ou amarela/marfim é a mais comum. O primeiro passo para cozinhar quinoa é lavá-la antes de cozinhar para remover o revestimento exterior de saponinas amargas, isso não reduzirá nenhum valor nutricional. Tem um alto teor de proteína em relação aos carboidratos - o germe compõe cerca de 60% da semente - no trigo é de apenas 3%. E a quinoa possui mais potássio do que qualquer grão. Outras informações nutricionais: 1 xícara tem 625 calorias; 1,2 gramas de gordura saturada; 6 gramas de gordura poli-insaturada; 2,7 gramas de gordura monoinsaturada; 109 gramas de carboidratos; 12 gramas de fibras; 24 gramas de proteína; 40% da dose diária recomendada de vitamina B6; e 83% de magnésio.

Quando você experimentar a quinoa, lembre-se, não cozinhe demais. Ferva 1 xícara de sementes em 2 xícaras de água por 15 minutos. Escorra em uma peneira de malha fina; tape novamente a panela, e deixe descansar por mais 15 minutos. Isso vai te dar muita energia e disposição!