Os 20 piores lanches do mundo

Diz o ditado que gosto não se discute, se lamenta. Certamente se os produtos abaixo estão disponíveis para venda é porque existem muitas pessoas dispostas a saboreá-los em suas refeições ao longo do dia. E têm todo o direito de fazê-lo. Porém, quem está empenhado em perder peso deve fugir dessa lista de alimentos como vampiros fogem da cruz. São, de acordo com os especialistas em dieta, os 20 piores lanches do mundo para quem quer ter uma relação amigável com a balança.

1) Batatas fritas de fast food


Foto: iStock.

Você pode pensar que é só pelo grande número de calorias. Mas não é apenas por esse motivo. Elas são muito gordurosas e aumentam o colesterol que, por sua vez, amplia o risco de ter doenças cardíacas. De quebra, também vêm com sal em excesso, outro fator que prejudica em muito a saúde.

2) Biscoitos recheados

Também ganham a tríplice coroa do que é ruim para saúde. São altamente calóricos, gordurosos e processados, o que inclui corantes artificiais e uma lista de itens que se lermos o rótulo talvez nem saibamos do que se tratam. Sem falar que, ao abrir um pacote, raramente paramos depois de uma ou duas bolachinhas.

3) Tortas


Foto: iStock.

Calorias não são iguais. Comer um pedaço de torta de maçã com 50 calorias não é o mesmo que comer um pedaço de maçã com 50 calorias. A reação do organismo é diferente a cada um deles. Produtos processados, que não têm nutrientes, mas muitos açúcares, produtos químicos e outros subprodutos possuem o que se chama de calorias vazias. Só servem para engordar e não alimentam.

4) Pão branco

A ingestão excessiva de carboidratos refinados, que estão presentes no pão branco, não apenas gera aumento de peso como amplia as chances de doenças cardiovasculares. Troque por um pão integral, que traz benefícios para saúde.

5) Iogurte de frutas

Pode parecer saudável, mas leia o rótulo com os ingredientes antes. Muitos contêm quantidade excessiva de açúcar, além do que já está no leite. Sem falar nos aromatizantes artificiais. Prefira o iogurte grego simples, que tem menos açúcar e uma quantidade razoável de proteína.

6) Barra energética


Foto: iStock.

Geralmente essas pequenas barrinhas trazem uma grande dose de calorias e raramente matam a fome. Acabam fazendo com que o próximo lanche seja antecipado e seja maior que o previsto.

7) Pretzels

Esse petisco, um dos favoritos dos norte americanos, é carregado de sal. Um pacote pequeno tem 20% de todo o sal que você precisa durante o dia inteiro, sem falar no alto potencial calórico.

8) Refrigerante sem caloria

Muitos pessoas consomem refrigerante com zero caloria para evitar ter fome no intervalo das refeições. Isso, no entanto, pode ter um efeito indesejado uma vez que essa bebida é feita com o uso de adoçantes artificiais que podem impactar de forma negativa o metabolismo.

9) Bolinhos de arroz

Embora eles sejam encontrados no supermercado com o rótulo de alimentos bons para dieta por terem poucas calorias e serem sem gordura, possuem muito açúcar e fazem disparar o índice glicêmico. De acordo com uma pesquisa australiana, pessoas com índice de glicemia mais alta têm mais dificuldade para perder peso.

10) Frutas processadas

Bananas chips, goiabinhas, maçãs do amor, pêssegos em calda. Nada disso é melhor que o original quando se fala em nutrientes, calorias e bem estar. Prefira as frutas em seu estado natural.

11) Cenouras puras


Foto: iStock.

Na tentativa de fazer uma alimentação saudável, muitos partem para lanches como uma porção de cenouras. Algo que, sozinho, não tem calorias suficientes para manter as pessoas cheias por muito tempo. Serão comidas rapidamente e, muito provavelmente, acabarão levando a uma vontade desesperadora de consumir doces ou alguma outra coisa em um intervalo muito curto de tempo. Coma as cenouras com algum acompanhamento como o uns, que é uma fonte de proteína e vai tornar a digestão mais lenta causando uma sensação de saciedade por mais tempo.

12) Cream crackers

Você deve se lembrar daquele antigo comercial de bolacha que perguntava se determinada marca vendia mais por estar sempre fresquinha ou se estava sempre fresquinha por vender mais. Bolachas do tipo água e sal são consideradas inofensivas para dietas, pois não têm recheio. São menos calóricas que as outras, todavia, são ricas em carboidratos simples e criam desejos por mais biscoitos.

13) Versões diet

As chamadas versões diet ou light dos produtos devem ser vistas com muitas reservas. Um estudo da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, mostrou que por acreditarem que essas edições dos alimentos são mais saudáveis, as pessoas tendem a consumí-las em quantidade maior que as originais. Mas os prejuízos vão muito além da questão calórica. As versões diet são em sua grande maioria desprovidas de nutrientes.

14) Salgadinhos processados

Batatas fritas, Cheetos, Doritos e similares. Juntam praticamente tudo que pode existir de pior. Muito sal, gordura em excesso, pouca proteínas, calorias vazias e um convite a comer mais um pouco.

15) Sorvete de massa


Foto: iStock.

Além do alto teor de açúcar, vem acompanhado por corantes e conservantes.

16) Cachorro quente

Reúne em um só pacote o pão branco, carne processada (salsicha), muito sal, corantes e conservantes.

17) Bacon

Muitas vezes aparece disfarçado nos pratos, pois dá um sabor diferenciado aos alimentos. Só que é uma fonte de gordura do pior tipo, que gera colesterol, entope as artérias e aumenta o risco de doenças cardíacas.

18) Pizza congelada

Facilmente encontrada nos supermecados, além do uso da farinha refinada como ingrediente, traz ainda os conservantes para piorar a situação.

19) Cereais matinais


Foto: iStock.

Embora vendam nos comerciais de TV a imagem de serem saudáveis e bons para crianças, são altamente calóricos e possuem grandes quantidades de açúcares, por vezes disfarçados em componentes como xarope de milho.

20) Frituras

Prefira os assados. Mas se for consumir algo frito, opte por óleos como de canola, que são melhores para a saúde, a fritar em óleo de soja ou na banha de porco.