Métodos comportamentais

Autor: 
Isabela Benseñor

São métodos tradicionais com baixa eficácia, mas ainda utilizados por algumas mulheres. Dados da PNDS 2008 (Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde) mostram que 3% das mulheres usam os métodos tradicionais. Os métodos comportamentais usam a abstinência sexual no período do mês em que a mulher pode engravidar (período fértil). Vários são os fatores que podem indicar o período de fertilidade da mulher, como: as características do muco cervical, as alterações da temperatura basal ou o método da tabelinha.

Método da “Tabelinha”

Esse método calcula o período em que a mulher é fértil baseando-se na duração mínima e máxima dos ciclos menstruais observados durante um longo período de tempo. Para tanto, a mulher tem que prestar atenção e anotar a duração dos ciclos menstruais em um período de, pelo menos, seis meses. Esse método serve para mulheres que apresentam ciclos muito regulares, ou seja, com a mesma duração de dias, ou pelo menos sem grandes variações na duração.

Mulheres que possuem ciclos mais curtos ou mais longos, em que a diferença entre a duração do ciclo mais longo em relação ao mais curto está acima de dez dias, não devem usar a tabelinha. Isso porque o número de dias em que se deve manter a abstinência sexual aumenta muito e há maior probabilidade de falha pela dificuldade em cumprir essa abstinência.

Como calcular o período fértil usando o método da tabelinha:

1. Anote a duração dos seus ciclos menstruais por, pelo menos, 6 meses;

2. Anote a duração do ciclo mais curto e do mais longo;

3. Diminua 18 da duração do ciclo mais curto para identificar o início do período fértil;

4. Diminua 11 do período mais longo para identificar o final do período fértil.

Calculando o período fértil através da tabelinha
Vamos dar um exemplo: nos últimos seis ciclos a mulher apresentou um ciclo de 24 dias (mais curto) e outro de 30 dias (mais longo).Subtraindo-se 18 de 24 sobram seis; subraindo-se 11 de 30 sobram 19. Resultado: o período fértil dessa mulher é do sexto dia do ciclo até o 19º dia, o que dá um período de abstinência sexual de 14 dias. O 1º dia de menstruação é considerado como o dia de início de um ciclo menstrual e todos os outros dias são numerados a partir desse.

Este não é um bom método para mulheres com muita irregularidade menstrual porque o tempo de abstinência será muito grande. Também não é um método que possa ser iniciado de uma hora para outra porque exige a observação da duração dos ciclos menstruais por, pelo menos, seis meses.

Método da temperatura basal

Esse método exige que a mulher anote diariamente a sua temperatura basal, deixando o termômetro por cinco minutos. O valor dessa temperatura deve ser marcado em um gráfico com todas as temperaturas do mês. A ovulação faz com que a temperatura do corpo da mulher suba. Na ovulação a temperatura sobe de 0,3oC a 0,8oC por, em geral, três dias seguidos.

Para evitar a gravidez, a mulher não deve ter relações sexuais desde o primeiro dia da menstruação até a queda da temperatura (após o aumento causado pela ovulação). Esse método não pode ser utilizado quando a mulher está com febre por outra razão que não a ovulação. Também não é um método muito eficaz e implica em longos períodos de abstinência sexual.

Método da observação das características do muco cervical

O muco cervical muda ao longo do ciclo menstrual. A mulher deve observar diariamente as características do muco para tentar identificar o período ovulatório. O muco aumenta em quantidade e fica mais gelatinoso (maior filância é o termo técnico empregado) no período ovulatório. A mulher deve evitar ter relações desde o primeiro dia em que o muco aparece até três dias depois da mudança do muco. A presença de leucorréia (corrimento vaginal) pode mudar as características do muco e interferir no resultado.

Coito interrompido

Coito interrompido é o nome que se dá à retirada do pênis da vagina antes da ejaculação, impedindo a entrada de uma grande quantidade de esperma na vagina. O problema desse método é que mesmo antes da ejaculação já há liberação de secreção contendo espermatozóides viáveis. Portanto, há possibilidade de engravidar mesmo usando esse método.

Vantagens e desvantagens dos métodos comportamentais
Todos os métodos comportamentais estão sujeito a uma grande chance de falha e nenhum deles protege contra doenças sexualmente transmissíveis. Todos são muito baratos. Alguns, como o coito interrompido, podem ser iniciados imediatamente. Outros exigem um tempo de observação como a tabelinha e outros exigem observação diária (muco cervical e temperatura), o que pode ser cansativo e desagradável.