Moxabustão

Autor: 
Bill Schoenbart and Ellen Shefi
Símbolo da moxabustão
Esse é o símbolo da moxabustão
cujo nome japonês significa
"erva queimada"

A moxabustão, ou moxa, vem da palavra japonesa mokusa, que significa "erva queimada". Foi registrada pela primeira vez em textos médicos durante a Dinastia Song (960 d.C.), mas provavelmente foi usada por muito mais tempo. É uma terapia importante na Medicina Tradicional Chinesa; os textos antigos diziam que a moxa deveria ser usada se a acupuntura e as ervas não funcionassem na cura da doença.

O calor da moxabustão é extremamente penetrante, tornando-a eficaz quando há menos circulação, condições frias e úmidas, além de deficiência do yang. Quando aplicada aos pontos de acupuntura específicos à deficiência de yang, o corpo absorve o calor o máximo possível, recuperando o qi do yang do corpo e o "fogo ministerial", a fonte de todo o calor e energia do corpo.

A moxa é preparada a partir da artemísia (Artemisia vulgaris), uma erva perene comum. As folhas aromáticas são secas e peneiradas várias vezes até que fiquem macias.

Existem duas técnicas de aquecimento para a aplicação da moxabustão: a moxa indireta e a moxa direta.

Moxa indireta

Na moxa indireta, a "lã da moxa" é enrolada em forma de um longo cigarro e embrulhada em papel. A moxa é, então, acesa e mantida cerca de 2,5cm de distância da área desejada - um ponto de acupuntura ou outra área do corpo escolhida pelo profissional. A moxa indireta pode ser usada nos pontos de acupuntura para se ter um efeito sistêmico, ou no corpo todo, ou pode ser utilizada diretamente no local do problema.

Por exemplo, a moxa indireta pode ser aplicada a uma região inchada e dolorida, como uma articulação com artrite. Também é apropriado aplicar calor indireto em pontos de acupuntura específicos, como o zusanli (estômago 36) ou mingmen (duodeno 4), para criar um efeito sistêmico. O calor colocado nesses pontos aumenta o metabolismo e a imunidade do corpo, de modo que a moxabustão, nesses pontos, também pode ser usada como um cuidado preventivo.

Um texto antigo afirma que "a pessoa que aplica a moxa diariamente ao zusanli (estômago 36) estará livre de uma centena de doenças". A aplicação de moxa ao estômago 36 possui um efeito energizante no corpo, especialmente em relação às funções digestivas e imunológicas. Seu uso, na medicina chinesa, é indicado às vezes para o tratamento de debilidades em geral, anemia, indigestão, náusea, fadiga crônica, choque, alergias, e asma. Pesquisas modernas confirmaram que o sistema imunológico é estimulado quando o ponto recebe a moxa.

Outro tipo de moxa indireta implica em enrolá-la, colocá-la na ponta de uma agulha de acupuntura enquanto ela está no corpo, e acendê-la. O calor da moxa percorre o cabinho e a agulha. A agulha transfere o calor especificamente ao ponto desejado no corpo.

Moxa direta

Na moxabustão direta, enrola-se uma pequena quantidade de erva em um cone, queimado diretamente na pele. Às vezes, isso pode provocar queimaduras, por isso, essa técnica raramente é realizada nas clínicas de acupuntura ocidentais. Na maioria dos casos, quando a moxa é aplicada diretamente à pele, coloca-se um pouco de ungüento no ponto para evitar a queimadura. Em outras técnicas, a moxa é queimada na ponta de um pedaço de gengibre, alho ou acônito; além de evitar queimadura, isso transmite os efeitos terapêuticos dessas plantas ao tratamento.

Moxabustão em casa

Em todos os casos, a moxabustão pode proporcionar uma sensação bastante prazerosa, especialmente quando o calor se espalha pelas áreas doloridas e inchadas devido à temperatura baixa. A moxa indireta também é muito fácil de se fazer em casa. Os especialistas geralmente mostram ao paciente o ponto exato de seu problema, e a pessoa pode preparar a moxa em casa para fazer tratamentos diários. Tal tratamento pode ser bastante fortalecedor, já que o paciente tem total responsabilidade de sua cura.

Como aplicar a moxa no ponto "Leg Three Miles" (zusanli, estômago 36)

O ponto denominado zusanli, ou "Leg Three Miles", foi batizado assim devido a sua capacidade fabulosa de estimular a energia vital do corpo, tornando-a útil na preparação para longas caminhadas. Embora o ponto possa ser ativado por pressão ou introdução de agulha, a moxabustão é o método preferido quando o objetivo é aumentar a energia, ou o qi.

O ponto está localizado sob o joelho, nas duas pernas, aproximadamente, a quatro dedos abaixo da rótula (patela), e a um dedo da tíbia, lateralmente.

Após acender a moxa, segure a ponta em brasa pouco mais de 2cm da extremidade, mantendo o máximo de calor possível sem que haja desconforto. Após 5 ou 10 minutos em cada perna, apague cuidadosamente a moxa com água ou em um recipiente com sal ou areia. Nunca a amasse em um cinzeiro, pois ela continuará queimando e poderá provocar um incêndio.


Para saber mais sobre a Medicina Tradicional Chinesa, tratamentos, curas, crenças e outros tópicos interessantes, veja os links a seguir.

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.