Síndromes do baço

Autor: 
Bill Schoenbart and Ellen Shefi

As síndromes do baço variam desde aquelas que envolvem digestão até aquelas que afetam o sistema circulatório. As principais funções do baço são transformar alimentos e fluídos, nutrir os músculos e controlar o sangue, mantendo-o dentro dos vasos sangüíneos. Por essa razão, a maioria dos padrões de desarmonia do baço envolvem apetite e digestão insuficientes, fadiga e doenças de sangramento.

O baço prefere um ambiente seco, assim, ele é suscetível às condições de umidade oriundas do clima e de fatores alimentares. Ele é especialmente sensível ao clima frio e úmido e alimentos gelados ou crus, e ambos são solo fértil para o fator patogênico da umidade.

Quando o baço funciona adequadamente, o corpo está forte e bem nutrido. O sangue, os fluídos e os órgãos também estão bem e, portanto, não há a ocorrência de tipos de deficiência como sangramentos (sangue), edemas (fluidos) ou prolapsos (órgãos).

Deficiência do qi do baço: quando o qi do baço está deficiente, o baço é incapaz de realizar suas funções de digestão. Além dos sinais típicos de deficiência do qi do baço, fadiga, rosto e língua pálidos, sintomas adicionais específicos do baço incluem pouco apetite, perda de peso, sonolência e sensação de estufamento após comer e fezes diarréicas. Outras condições associadas com a deficiência do qi do baço, como órgãos flácidos e sangramento, serão discutidas como síndromes separadas. Algumas condições ocidentais correspondentes são: úlceras, gastrites, fadiga crônica, Aids, indigestão crônica e hepatite. O tratamento consiste em tonificar o qi do baço com ervas como o ginseng (ren shen). A fórmula clássica para tonificar o qi do baço é a decocção (Si Jun Zi Tang).

Deficiência de yang do baço: essa versão mais severa da deficiência de qi do baço tem os sintomas acima mencionados assim como sinais de frio como mãos e pés gelados, edema, desejo por alimentos e bebidas quentes, desconforto abdominal após ingerir alimentos gelados e diarréia com alimentos não-digeridos nas fezes. As doenças ocidentais que se encaixam nessa síndrome são: gastroenterite crônica, candidíase, alergias alimentares e hepatite crônica. O princípio do tratamento é tonificar o qi e o yang do baço e aquecer o interior com ervas como ginseng (ren shen), astragalus (huang qi), gengibre (gan jiang) e pimenta preta (hu jiao).

Colapso do qi do baço ou afundamento do qi do baço: como o qi do baço suporta os órgãos com sua energia ascendente, esse aspecto de qi deficiente está associado com prolapso (flacidez) e sensação de pressão nos órgãos internos. Alguns órgãos afetados são: estômago, cólon transverso, útero e reto. Hemorróidas também são uma condição de colapso de qi do baço. Em alguns casos, abortos podem ocorrer em decorrência da incapacidade do qi de "manter as coisas para cima", ou devido à retenção do feto por meio da força "ascendente". O tratamento é "elevar o qi médio" com fórmulas clássicas como a Bu Zhong Yi Qi Tang ("Decocção para tonificar o queimador intermediário e elevar a energia vital"). Essa fórmula contém ervas como o ginseng (ren shen) e a astragalus (huang qi) para construir o qi do baço, juntamente com ervas que têm uma energia ascendente como a bupleuri (chai hu) e a cimicifuga (sheng ma).

Baço sem controle do sangue: outra função do qi do baço é manter o sangue fluindo dentro dos vasos. Com o distúrbio dessa função, os sintomas padrão de deficiência do qi do baço ocorrem juntamente com sangramento sob a pele (facilidade para contusões), fluxo menstrual excessivo, sangramentos nasais e sangue na urina e nas fezes. Como esse sangramento é devido à deficiência, a coloração do sangue geralmente é mais clara do que a que ocorre em doenças de sangramento excessivo, como o calor no sangue. Algumas doenças ocidentais que podem se encaixar nesses padrões são quaisquer doenças de sangramento crônico, hemofilia, hemorróidas com sangramento, lesões devido à falta de vitaminas e doença periodontal. O tratamento é tonificar o qi do baço e tonificar o sangue. A fórmula clássica para esse propósito, a Decocção eight treasure (Ba Zhen Tang), combina as fórmulas padrão para tonificação do qi e do sangue.

Frio e umidade circundando o baço: esse padrão de excesso surge quando a influência nociva da umidade sobrecarrega o baço. Os sintomas incluem inchaço e estufamento abdominal, náusea, vômito, fezes aquosas, ausência de sede, sensação pegajosa e gosto doce na boca, vertigem, sensações de peso no corpo, e saburra espessa e gordurosa na língua. Algumas condições ocidentais correspondentes são: "gripe" estomacal, gastrite crônica, colite crônica, úlceras e hepatite. O tratamento envolve o uso de ervas aromáticas que "penetram a umidade e despertam o baço" como o patchouli (huo xiang).

Umidade-calor no baço: nessa condição de desarmonia excessiva, os sintomas de umidade se combinam com aqueles do calor. Eles são: icterícia, olhos amarelados, gosto amargo na boca, náusea, vômito, aversão por alimentos gordurosos, urina quente e diarréia, dor abdominal, inchaço e feridas na boca. Alguns diagnósticos ocidentais são: hepatite, doença da vesícula biliar e gastroenterite aguda. O princípio do tratamento é dissipar a umidade-calor com ervas como coptis (huang lian) e artemisia (yin chen hao).

Na próxima página, leia as descrições sobre as condições que afetam o coração e como a medicina chinesa pode ajudar a aliviar os sinais e sintomas associados com os problemas cardíacos.

Para mais informações sobre a Medicina Tradicional Chinesa, tratamentos, curas, crenças e outros tópicos interessantes, veja os links a seguir.

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve consultar um médico ou outro provedor de saúde.