Como funciona a maconha

Autor: 
Kevin Bonsor

Selo HowStuffWorks

Mesmo banida pelo governo federal dos Estados Unidos em 1937, estima-se que 14,6 milhões de americanos usam maconha, o que representa, praticamente, a população da cidade de
Calcutá, na Índia. O narcotráfico, nos
Estados Unidos, é muito rentável e atrai traficantes de todos os cantos do planeta. Em solo americano, 500g de maconha podem custar entre US$ 400 e US$ 2 mil. A mesma quantidade de maconha de melhor qualidade, conhecida como sinsemilla, custa entre US$ 900 e US$ 6 mil. Já no Brasil, no Polígono da Maconha, 500g custam R$ 450,00.

Para idosos

Maconha se populariza entre idosos por benefícios medicinais. Uso ainda é restrito e não está liberado, mas número de adeptos cresce.

Leia mais em VEJA.com

Maconha é o broto e as folhas da planta Cannabis sativa. Esta planta contém mais de 400 substâncias químicas, como o delta-9-tetraidrocanabinol (THC), que é a mais importante dentre as substâncias psicoativas encontradas na maconha. O THC é conhecido por afetar a memória de curto prazo do cérebro. Além disso, a maconha afeta a coordenação motora, os batimentos do coração e aumenta o nível de ansiedade. Estudos também mostram que a maconha contém substâncias cancerígenas normalmente associadas aos cigarros. Neste artigo, você aprenderá sobre a maconha, o porquê desta droga ser tão popular e os efeitos dela em sua mente e em seu corpo.


Imagem cedida pelo site Marijuana.com
A maconha provém da planta Cannabis sativa e é a droga ilícita mais usada nos Estados Unidos