Que alimentos ajudam no tratamento do hipertireoidismo?

Autor: 
Seleções do Reader's Digest, do livro "A Cura pela Comida"

Selo Reader’s

Pulsação rápida, insônia, perda de peso e sudorese são indícios de hiperatividade da tireóide. Este problema ocorre quando uma quantidade excessiva de hormônio tireóideo é fabricada e liberada pela glândula tireóide, que contorna parte da traquéia. Essa glândula vital mantém um equilíbrio delicado do hormônio tireóideo que regula a energia no sangue que influencia no metabolismo.

O excesso de hormônio acelera o metabolismo de energia, aumentando a velocidade dos processos corporais. As mulheres são muito mais propensas a sofrerem de hipertireoidismo que os homens. Com tratamento adequado (incluindo medicamentos prescritos) o problema é controlado.

Hipertireoidismo

O que causa

A hiperatividade da tireóide pode ter origens diversas. No caso da doença de Graves (uma forma de hipertireoidismo), um distúrbio imunológico dá início à produção excessiva de hormônio tireóideo. Níveis muito elevados desse hormônio também podem resultar de uma inflamação ou de nódulos na glândula.

Em casos raros, um crescimento cancerígeno ou um distúrbio da hipófise, que influencia a síntese do hormônio tireóideo, podem levar ao hipertireoidismo.

Pesquisas recentes

Pesquisas recentes sugerem que o excesso de hormônio tireóideo pode aumentar o risco de osteoporose. Em um estudo introdutório, mulheres com um histórico de hipertireoidismo apresentaram risco dobrado de terem fraturas nas costelas, quando comparadas com mulheres saudáveis. Os cientistas acreditam que a taxa elevada de hormônio tireóideo acelera o desgaste dos ossos, além de enfraquecê-los.

Conheça mais os produtos Seleções