Primeiro trimestre da gravidez: da concepção ao embrião

Autor: 
Stephanie Watson

Um homem libera milhões de espermatozóides em cada ejaculação. Quando estão dentro do corpo da mulher, eles correm como loucos para encontrar o óvulo. Se um espermatozóide consegue atingir o óvulo e o penetra, então a fertilização ocorre.

A partir daí, as coisas começam a progredir rapidamente dentro do útero da mulher. O esperma e o óvulo se fundem para formar um zigoto, um organismo unicelular composto de 23 cromossomos do espermatozóide e outros 23 do óvulo. Esses cromossomos é que vão determinar se o bebê vai ser loiro ou moreno, se ele vai ter olhos azuis ou castanhos e se será menino ou menina.


Imagem cedida por
Georgia Reproductive Specialists

Um zigoto

Imagem cedida por
Georgia Reproductive Specialists

Um pré-embrião de 8 células

Logo após a fertilização, o zigoto percorre o caminho das trompas de Falópio até o útero. E durante esta jornada, vai se dividindo. Em 72 horas, o zigoto de uma célula se transforma em um organismo de oito células.

Testes de gravidez

Algumas mulheres sabem de cara que estão grávidas - talvez por uma intuição materna. No entanto, a única maneira de saber com certeza é fazendo o teste de gravidez. Todos os testes procuram a mesma coisa: a presença da gonadotrofina coriônica humana (hCG), um hormônio que só é produzido durante o período de gestação.

teste de gravidez de farmácia
©2008 HowStuffWorks
Um dos testes de gravidez vendidos nas farmácias

Os testes de gravidez vendidos em farmácias medem a hCG existente na urina, enquanto um teste no laboratório identifica o hCG em uma amostra de sangue. O exame de sangue pode verificar quantidades minúsculas do hormônio e identificar a gravidez mais cedo do que um teste de farmácia. Ainda assim, a maioria dos testes de farmácia têm de 97% a 99% de precisão se realizados corretamente.

Lembra do zigoto? Essa bolinha de células vai se dividindo até conter cerca de 100 células,quando passa a ser chamado de blastócito. O grupo interno de células vai formar o embrião, enquanto o externo formará a placenta, que vai nutrir o feto.

Com três semanas de gravidez, o blastócito se instala dentro da parede uterina da mãe e libera hCG. Isso ocorre apenas alguns dias após a concepção. O médico irá começar a contar as 40 semanas de gravidez a partir do início da última menstruação, apesar da concepção normalmente ocorrer duas semanas após esse período.

O óvulo fertilizado percorre o caminho através das trompas de Falópio até o útero, onde se instalará

Pela 5ª semana de gravidez, cérebro, medula espinhal, coração e outros órgãos começam a se formar. O embrião agora possui três camadas: a ectoderme, a mesoderme e a endoderme. Todos os órgãos e tecidos irão se desenvolver. A ectoderme formará o sistema nervoso e a coluna; a mesoderme formará o coração e o sistema circulatório; a endoderme formará os pulmões, trato gastrointestinal, tireóide, fígado e pâncreas. A placenta já começou a se formar, assim como o cordão umbilical, que levará os nutrientes ao embrião em crescimento, além de remover os resíduos liberados por ele.

­
Foto cedida por A.D.A.M.
O embrião com seis semanas

Embora o embrião ainda esteja do tamanho de uma semente de gergelim, a futura mãe já vai começar a sentir as primeiras dores da gravidez. Enjôo matinal, maior freqüência na urina, sonolência e desejos ou aversões a alimentos são muito comuns. Seus seios podem inchar e ficar macios. Algumas mulheres começam a ganhar peso, embora outras cheguem a perdê-lo devido aos enjôos matinais. Neste ponto da gravidez, a mulher vai fazer o primeiro pré-natal com o seu ginecologista. Na 5ª semana, pode ser que um ultrassom já consiga detectar as batidas do coração.

A mãe precisa ter um cuidado todo especial durante o primeiro trimestre, que é o momento em que órgãos delicados são formados. Grávidas devem evitar o álcool, certos remédios, cafeína e o fumo. E devem também continuar a tomar vitaminas pré-natais que contenham ácido fólico, manter uma dieta saudável e se exercitar regularmente.

Vamos dar uma olhada no restante do primeiro trimestre.