Tratamentos para odor axilar

Autor: 
Elizabeth Forester

Você acha que os brasileiros cheiram mal?

As
percepções quanto a odor corporal variam amplamente no mundo – a ponto
de que numerosos estudos tenham sido conduzidos sobre o assunto.
Diagnósticos de bromidrose são mais comuns em alguns países asiáticos,
onde o odor corporal é muitas vezes fortemente estigmatizado [fonte:
Clark - em inglês].

Se mudar a dieta não eliminar o odor axilar, pode ser necessário tomar providências adicionais para acabar com aquele cheiro.
Comece com a prática de uma boa higiene a fim de reduzir as bactérias axilares:

•    tome banhos diários com sabonete ou uma loção de limpeza; produtos antibacterianos não são melhores que sabonete comum;

•    sempre tome uma ducha depois de se exercitar;

•    depile as axilas de modo a que as bactérias tenham menos lugares onde se esconder.

Também vale a pena prestar atenção ao seu guarda-roupas cotidiano. Opte por roupas feitas de fibras naturais e se exercite usando roupas que suguem a umidade do corpo para manter a pele seca, o que ajuda a conter o crescimento das bactérias. Lembre-se de manter as roupas limpas, e sempre evite reutilizá-las entre as lavagens, especialmente aquelas que você utiliza para se exercitar.

Outra opção de tratamento caseiro que pode ser tentada é praticar técnicas de relaxamento, como a ioga ou meditação. Isso pode reduzir o nível de estresse, para que você sue menos e ofereça menos espaço para que prosperem as bactérias causadoras de odores [fonte: Mayo Clinic - em inglês].

Se essas medidas não oferecerem alívio, consulte um médico, que pode prescrever um antitranspirante com cloreto de alumínio [fonte: Mayo Clinic - em inglês]. Esses produtos trabalham formando um bloqueio de gel nos poros, o que reduz a transpiração excessiva que pode causar mau cheiro; o produto sai no banho [fonte: International Hyperhidrosis Society - em inglês]. Injeções da toxina botulinum tipo A, ou Botox, podem oferecer prevenção mais duradoura contra o suor excessivo [fonte: Clark - em inglês].

Por fim, existem tratamentos cirúrgicos para o odor axilar, igualmente. Um procedimento cirúrgico que não requer internação, conhecido como curetagem por lipoaspiração, remove as glândulas sudoríparas por meio da sucção de tecido subcutâneo, através de pequenos cortes na pele [fonte: Rehumus - em inglês]. As opções de cirurgia mais radical envolvem cortar ou remover o tecido subcutâneo por meio de procedimentos que podem ou não remover a pele adjacente. Esses métodos requerem recuperação mais longa e podem apresentar maior risco, mas os resultados duram mais que os da lipoaspiração. Em geral, eles são usados apenas como um último recurso.

Se você quer aprender mais sobre odor axilar e maneiras de preveni-lo ou eliminá-lo, siga os links da próxima página.