Uma dieta restrita pode retardar o envelhecimento?

Autor: 
Molly Edmonds

Eu desisti da pizza por isso?
© istockphoto.com / studiovancaspel
Eu desisti da pizza por isso?

Uma dieta é uma série constante de negociações internas e acordos. Você concorda em desistir daquele segundo pedaço de pizza, por exemplo, na esperança de caber dentro do seu jeans justíssimo. Você vive sem bacon para que não precise ficar mais tempo fazendo aquele exercício monótono. Você ignora as batatas fritas se puder comer uma colher de sorvete no lugar delas. Nós desistimos de alguma coisa na esperança de ter outra coisa melhor. Mas e se, ao desistir da fatia de pizza, você pudesse viver 10 minutos a mais – você faria esse acordo?

Não é um acordo hipotético com o diabo; é parte de uma barganha feita pelas pessoas que adotaram a restrição calórica como um modo de vida. Restrição calórica é uma dieta que envolve cortar até 30% das calorias ingeridas por dia, enquanto você ainda consome todos os nutrientes necessários. Essa porcentagem de calorias tem sua importância.  Digamos que você precise de 2 mil calorias por dia para manter seu peso, o que é a média para a maioria das pessoas. Se você adotar uma dieta com restrição de calorias, o máximo que poderá consumir é 1.400 por dia. Então você terá que desistir de mais do que só um pedaço de pizza – você vai pular refeições inteiras. A dieta é frequentemente descrita como austera, drástica e perversa, e mesmo os devotos admitem que passam fome por uma boa parte do tempo.

País dos centenários

O Japão é o país cuja população envelhece a ritmo mais acelerado no mundo. Hoje, as pessoas com mais de 65 anos representam 23% da população.

Leia mais em VEJA.com

Então qual é a recompensa? Cientistas acreditam que a restrição calórica ajuda mamíferos a viverem mais tempo. Em 1935, um nutricionista da Universidade de Cornell, nos EUA,  descobriu que uma dieta com 30% menos calorias causou um aumento de 40% na expectativa de vida – de ratos [fonte: Mason]. Esse tipo de aumento é o equivalente humano à idade velha e madura de 112 anos [fonte: Dibbell]. Desde então, ratos têm sido submetidos em um vasto número de dietas, enquanto cientistas tentam determinar qual é o melhor para a longevidade. Assim como células de fermento biológico, lombrigas, moscas drosófilas, macacos e labradores, que tiveram um aumento na expectativa de vida consumindo menos calorias. E também não é apenas uma questão de anos. Essas espécies não só vivem mais, mas também têm vidas significativamente mais ativas do que os companheiros que não estavam de dieta. Além disso, as espécies têm menos ocorrências de doenças associadas ao envelhecimento, como o câncer.

Isso significa que os humanos devem adotar uma dieta com restrição de calorias? O que a restrição de calorias parece na prática?