Tratamento para neuropatia diabética

Autor: 
Timothy Gower

O tratamento da neuropatia diabética é bem parecido com o tratamento da diabetes de um modo geral. Os médicos não incomodam os pacientes diabéticos quanto a manter baixo o açúcar no sangue somente para exercitar seus maxilares. Manter um controle rígido sobre os níveis de glicose evita complicações, incluindo danos no nervo. No DCCT (Estudo de Complicações e Controle da Diabetes), os pacientes que receberam tratamento agressivo de insulina e mantiveram baixo de forma razoável o açúcar no sangue reduziram os riscos que correm com a neuropatia em 60% (os pacientes do DCCT que mantiveram seu açúcar no sangue baixo por uma média de 6,5 anos também eliminaram os riscos de cegueira e doença renal).

Isso significa que prevenir e minimizar danos no nervo é tão simples quanto se alimentar de forma correta, se exercitar e tomar os medicamentos que lhe foram receitados. Outras medidas benéficas incluem manter a sua pressão arterial, colesterol e outros lipídios do sangue sob controle; parar de fumar e ingerir menos bebidas alcoólicas.

Tratamento para neuropatia diabética­­
Sente-se com seu médico para discutir as várias
opções de tratamento para a neuropatia diabética

No entanto, uma vez que metade das pessoas com diabetes já sofreram algum grau de dano no nervo, você pode um dia desenvolver sintomas que podem variar de incômodos a sintomas que o debilitem. Neste artigo, discutiremos os tratamentos para as diversas categorias comuns dos sintomas causados por danos no nervo, incluindo:

Primeiro, na próxima página, falaremos das opções de tratamento para dor associada com a neuropatia diabética.

Falta de conhecimento da hipoglicemia

Manter baixo o açúcar do sangue é obrigatório para diabéticos, porém a neuropatia diabética pode interferir na habilidade do paciente de detectar a condição. Aqui vão algumas dicas que podem ajudar:

  • verifique a glicose do sangue com freqüência, principalmente antes dormir ou dirigir um carro;
  • cuide da baixa taxa de açúcar no sangue ainda que você não tenha os sintomas;
  • seu médico pode ajustar sua dose de insulina para minimizar o risco de hipoglicemia;
  • explique aos amigos e familiares que você pode se tornar hipoglicêmico sem perceber. Certifique-se que eles saibam quais sintomas procurar e o que fazer;
  • se o açúcar em seu sangue cair para abaixo de 50 mg/dl sem quaisquer sintomas, avise seu médico.

Para mais informações sobre a diabetes e condições relacionadas, acesse os seguintes links:

  • Neuropatia diabética é uma doença que não deve ser deixada sem diagnóstico. Saiba mais neste artigo.
  • O artigo Sintomas da diabetes mostra sinais diversos da doença, de aumento na sede e fome a súbita perda de peso.
  • Leia sobre o Tratamento da diabetes para saber sobre as opções de tratamento disponíveis para as pessoas que sofrem deste doença.
  • Para saber mais sobre a diabetes em geral, incluindo o diagnóstico, causas, sintomas e tratamento, visite nossa página principal sobre a Diabetes.

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltda., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.

­