Neuropatia diabética

Autor: 
Timothy Gower

Seu médico deve examiná-lo regularmente e ao primeiro sinal de neuropatia diabética.
Seu médico deve examiná-lo
regularmente e ao primeiro sinal
de neuropatia diabética

Neuropatia diabética é um termo empregado para descrever a lesão dos nervos em virtude da glicemia elevada. De fato, quase todas as complicações diabéticas tem origem na neuropatia diabética. Se você é diabético, existe uma grande probabilidade de um dia sentir os efeitos da neuropatia diabética. De acordo com as estimativas, aproximadamente metade dos diabéticos apresentam alguma forma de neuropatia. Quanto mais tempo se vive com a doença, maior a probabilidade de desenvolver algum grau de neuropatia e os primeiros sinais de lesão nos nervos ocorrem cerca de 10 a 20 anos após o diagnóstico da diabetes.

Do ponto de vista estrutural, o sistema nervoso se divide em duas partes: o sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico. O sistema nervoso central compreende o cérebro e a medula espinhal; ele é o centro de controle do sistema nervoso. Já o sistema nervoso periférico abrange os nervos que se ramificam a partir da medula espinhal, estendendo-se por todo o corpo. Os nervos atuam como mensageiros, transmitindo informações ao cérebro por meio da medula espinhal. Muitos nervos são isolados por uma camada protetora de proteína e de gordura conhecida como bainha de mielina.

A alta taxa de glicemia lesa as bainhas de mielina, resultando em atraso ou cessação na comunicação entre os neurônios. O dano causado às bainhas de mielina é considerado a causa principal da neuropatia diabética, porém não a única.

A neuropatia diabética pode provocar problemas em todo o corpo. São particularmente vulneráveis os dedos e outras partes do pé. A neuropatia diabética também pode causar problemas digestivos, cardiovasculares, urinários, sexuais, de visão e vários outros. Esses problemas podem ser muito graves e até fatais. Por isso é importante saber reconhecer os sinais e sintomas, e fazer exames regularmente ou ao primeiro indício de lesão nervosa.

Aprenda mais sobre os tipos e as causas da neuropatia diabética, seus sintomas, as opções de exame e de tratamento.

Causas da neuropatia diabética
Os cientistas anunciaram várias teorias a respeito do modo como a diabetes provoca lesões aos nervos e às bainhas de mielina. Aprenda mais sobre essas teorias.

Neuropatia periférica
A neuropatia periférica é uma lesão nervosa que ataca as extremidades do corpo, como os pés, por exemplo. Aprenda mais sobre o que é a neuropatia e os sinais de alerta.

Sintomas da neuropatia autonômica
Além de colher informações sobre o ambiente por meio dos sentidos, informando o corpo como agir, o sistema nervoso também executa tarefas diárias nas quais não pensamos conscientemente, tais como a respiração e os batimentos cardíacos. A neuropatia autonômica pode interferir nessas funções, necessárias à vida. Aprenda mais sobre a neuropatia autonômica.

Diagnóstico da neuropatia diabética
Há diversos exames para detectar as várias formas de neuropatia diabética. Aprenda mais sobre esses exames e a freqüência com que se deve fazê-los para a detecção da neuropatia diabética o mais breve possível.

Tratamento da neuropatia diabética
Uma vez lesados, os nervos não podem mais ser restaurados. Entretanto, é possível tratar as lesões existentes e reduzir ou prevenir lesões futuras. Aprenda mais sobre como tratar a neuropatia diabética.

Para aprender mais sobre a diabetes em geral, inclusive diagnóstico, causas, sintomas e tratamento, confira o artigo Como funciona a diabetes

 

Sugestões de dieta para diabéticos

Um dos aspectos mais importantes do controle e tratamento da diabetes é o monitoramento dos alimentos ingeridos. Entretanto, há mais flexibilidade do que se imagina. Para aprender mais sobre uma nutrição adequada e a diabetes, acesse os links a seguir.
  • O artigo sobre Dieta para diabéticos mostrará os grupos de alimentos adequados para os diabéticos e aqueles que deverão ser evitados.
  • Confira o artigo Receitas para diabéticos (em inglês) para descobrir refeições simples, deliciosas, que não afetarão sua glicemia de forma desastrosa.

Esse artigo tem propósitos apenas informativos. NÃO FORNECE ORIENTAÇÕES MÉDICAS. Tanto os editores do Consumer Guide® da Publications International, Ltd., quanto o autor e divulgador não se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriunda de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação na dieta, ação ou aplicação de medicamento que sejam resultados da leitura ou observância das informações aqui contidas. A publicação destas informações não constituem a prática da medicina e estas informações não substituem o conselho do seu médico ou outro profissional de saúde. Antes de iniciar qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou outro profisinal da saúde.