Nefropatia diabética

Autor: 
Dr. Dana Armstrong e Dr. Allen Bennett King

A diabetes freqüentemente provoca problemas nos rins - sistema que elimina toxinas do corpo. Os rins mantêm o sangue livre de impurezas retendo as substâncias saudáveis que o corpo precisa.

A insuficiência renal é a complicação mais comum da diabetes, afetando até 21% dos diabéticos. Insuficiência renal não significa necessariamente que os rins param de funcionar completamente. Pode significar que a função dos rins está prestes a ser interrompida, seja rapidamente (insuficiência renal aguda) ou gradualmente (insuficiência renal crônica).

Das duas formas principais de diabetes, o tipo 1 é mais propenso a causar insuficiência renal do que o tipo 2. Na verdade, 20 a 40% das pessoas com diabetes tipo 1 recebem um diagnóstico de insuficiência renal por volta dos 50 anos. Não é raro para uma pessoa com diabetes tipo 1 desenvolver sintomas de insuficiência renal antes dos 30.

Um paciente pode ter que recorrer à diálise para filtrar o sangue que os rins não podem mais fazer.
Se a nefropatia diabética progredir sem ser notada, um paciente pode ter que recorrer à diálise para filtrar o sangue

Identificar a insuficiência renal no início é fundamental e, felizmente, exames simples podem revelar os primeiros sinais, até antes de os sintomas externos ficarem aparentes. Embora o dano causado aos rins pela diabetes possa ser controlado com tratamento adequado, é muito mais difícil reverter o dano existente.

Aprenda sobre como a diabetes afeta os rins, os exames que podem detectar problemas renais e como tratar a insuficiência renal. Se você tem diabetes mas ainda não discutiu as complicações renais com o seu médico, faça-o logo. Você só pode enfrentar a ameaça de insuficiência renal compreendendo totalmente a diabetes e os rins.

Como a diabetes afeta os rins
Com o passar do tempo, os níveis elevados de açúcar no sangue podem danificar os rins, reduzindo drasticamente a sua capacidade de filtragem. Nesse artigo, você aprenderá exatamente como a glicose elevada no sangue pode levar à insuficiência renal.

Diagnóstico da nefropatia diabética
Existem vários exames que o seu médico pode pedir para confirmar o diagnóstico de nefropatia diabética. Nesse artigo, você aprenderá sobre cada um desses exames e o que você pode fazer para se preparar para eles.

Tratamento da nefropatia diabética
Os tratamentos para a nefropatia diabética podem variar de prescrição de medicamentos à diálise. Nesse artigo, você aprenderá sobre todas as opções de tratamento disponíveis para a nefropatia diabética.

Para mais informação sobre diabetes em geral, visite os likns a seguir.

  • Para aprender mais sobre diabetes em geral, incluindo diagnóstico, causas, sintomas e tratamento, confira o artigo Como funciona a diabetes.
  • O artigo sobre Diabetes tipo 1 dirá a você mais sobre essa forma de diabetes também chamada de "diabetes juvenil".
  • Para saber mais sobre a diabetes tipo 2, que alcançou o nível de epidemia nacional de saúde, leia o artigo sobre Diabetes tipo 2.

Sugestões para uma dieta para diabéticos

Um dos aspectos mais importantes do tratamento e controle da diabetes é monitorar o alimento que você ingere. Entretanto, pode haver mais flexibilidade do que você pensa. Para aprender mais sobre nutrição adequada e diabetes, visite os links a seguir.

  • O artigo Dieta para diabéticos mostrará a você quais grupos de alimentos são adequados aos diabéticos e quais devem ser evitados.
  • O artigo Receitas para diabéticos (em inglês) mostra refeições simples e deliciosas que você pode preparar e que não farão os seus níveis de açúcar no sangue sairem de controle.

Esses dados são apenas para propósitos informativos. Não pretendem fornecer aconselhamento médico. Os editores, o autor e a editora do Consumer Guide (R), Publications International, Ltda., não assumem responsabilidade por quaisquer conseqüências de tratamento, procedimento, exercício, modificação na dieta, ação ou aplicação de medicamento que resultem da leitura ou observância das informações aqui contidas. A publicação dessa informação não constitui a prática da medicina, e não substituiu o conselho do seu médico ou outro profissional de saúde. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.­