Tipos de carboidratos

Autor: 
Timothy Gower

Os carboidratos estão na maioria dos alimentos que comemos. Entretanto, eles variam na forma molecular e na forma como o corpo reage a eles. Em linhas gerais, os carboidratos podem ser classificados em três categorias.  

  • Açúcares - a palavra "açúcar" pode nos levar a pensar nos pequenos grãos brancos que colocamos no café, mas o açúcar existe em muitas variedades. Formados de combinações relativamente simples de moléculas, os açúcares incluem a sacarose (encontrada no açúcar de mesa e em algumas frutas e verduras), a frutose (encontrada em frutas e no mel) e a lactose (encontrada no leite), entre outras.
  • Amidos - embora consistam de unidades de açúcar, a estrutura complexa dos amidos os torna um tipo distinto de carboidrato (na verdade, os nutricionistas costumam chamar os amidos de "carboidratos complexos", embora o termo tenha caído em desuso). O grande tamanho das moléculas de amido é uma importante diferença com os açúcares. Os amidos são muito grandes para os receptores do botão gustativo na língua e, por isso, geralmente não são doces. Os alimentos ricos em amido incluem batata, pão, massa e arroz.
  • Fibras - como o amido, a fibra é formada de uma variedade complexa de moléculas de açúcar. Mas as moléculas de açúcar na fibra não são absorvidas na corrente sangüínea à medida que ela passa pelo trato gastrintestinal. Isso acontece porque o corpo precisa de enzimas para quebrá-las. Mas mesmo que a fibra não seja propriamente um nutriente, ela faz muito bem, conforme você verá mais adiante. Somente os alimentos vegetais contêm fibras naturais. Algumas fontes ricas em fibras são o farelo de trigo e o farelo de aveia.

Pães e verduras
O corpo reage de forma diferente aos diferentes tipos de carboidratos

Conhecer os vários tipos de carboidratos pode ajudar os diabéticos a controlarem suas dietas. A próxima seção explica como contar os carboidratos e sugere algumas ferramentas que podem ser usadas para obter contagens precisas dos diferentes tipos de carboidratos.

Para mais informações sobre diabetes, dieta e tópicos relacionados, confira os links abaixo.

  • Para mais informações sobre como a dieta afeta a diabetes, veja o artigo Dieta para diabéticos.
  • Para saber como os exercícios se relacionam com a dieta quando você tem diabetes, confira o artigo sobre diabetes e exercícios (em inglês).
  • Para mais informações sobre a diabetes em geral, seja do tipo 1 ou do tipo 2, leia o artigo sobre diabetes.
  • Para aprender a se cuidar quando se tem diabetes, veja o artigo sobre tratamento da diabetes.

Essas orientações têm caráter apenas informativo. ELAS NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.