6 sugestões para o tratamento da gota

O sintoma mais comum da gota - e que aflige cerca de três quartos das pessoas que sofrem dela - é
a dor torturante na articulação que liga o dedão ao restante do pé (1ª metatarso-falangiana, é como os médicos chamam essa articulação). Entretanto, as articulações em outras partes do
corpo, incluindo pés, mãos, pulsos, joelhos, ombros e cotovelos, também são alvos dos ataques
da gota, embora a doença seja sempre mais freqüente nas articulações das pernas e pés. As articulações podem ficar tão inchadas e inflamadas que o paciente sente febre e calafrios.

A gota surge repentinamente, causa uma profunda dor e normalmente dura de três a cinco dias se
não for tratada. Entretanto, há recorrência freqüente dos ataques e crises com duração mais longa.

Existem várias doenças que se associam à gota, mas a principal causa é a elevação dos níveis de ácido úrico no sangue, causado por produção em excesso ou diminuição da sua excreção. A gota é mais comum nos homens do que nas mulheres, possivelmente porque o corpo
feminino elimina o ácido úrico com mais eficiência. A doença geralmente atinge os homens de meia-idade,
especialmente os que estão acima do peso e que ingerem com freqüência bebidas alcoólicas. Mas pessoas saudáveis também podem desenvolver a
gota. Por exemplo, a desidratação pode desencadear um ataque de gota.

Embora a gota provoque uma dor brutal, raramente coloca a vida em risco. Contudo, a condição requer
diagnóstico e tratamento adequados, feitos por um médico, que pode excluir outras causas de dor nas articulações e
receitar medicamentos eficazes. Entretanto, logo que procurar o médico, existem algumas
coisas que você deve fazer por conta própria.

1. Não coloque nenhum peso sobre a articulação. Isso geralmente significa evitar andar o máximo que puder
até que a dor diminua. Qualquer pressão sobre a articulação aumentará a dor piorando-a.

2. Mantenha a articulação elevada. Deixe que a gravidade ajude a diminuir a inflamação reduzindo o fluxo sangüíneo à
articulação com gota.

3. Imobilize a articulação. Quanto menos você movimentar a articulação, melhor se sentirá. Ficar simplesmente deitado ajudará,
embora você possa colocar uma tala na articulação lesada para evitar movimentos. Pergunte ao médico como fazê-la ou consulte
um guia de primeiros socorros.

4. Tome um antiinflamatório. A inflamação provoca inchaço, que piora a dor.
Ibuprofeno e aspirina são antiinflamatórios, mas quando tomada em dosagem baixa, a aspirina pode
realmente piorar a dor; por isso, o ibuprofeno é uma boa opção para o tratamento da gota.

5. Evite gelar ou esquentar a região. Ao contrário de outros tipos de dor, a gota não responde bem à terapia com calor
ou gelo.

6. Use sapatos confortáveis. Para as pessoas que têm gota, os modelos que oferecem bastante espaço para os dedos são a melhor opção.