Dicas para aliviar os sintomas da menopausa

A menopausa pode ser um período difícil para a mulher conforme ela entra em um estágio de idade avançado. As sugestões a seguir podem ajudar aliviar alguns dos sintomas típicos da menopausa:

Preparada para as ondas de calor: oito a cada 10 mulheres experimentam períodos de calor repentino e intenso acompanhados de transpiração normalmente chamados de "ondas" ou "ondas de calor". Estas ondas de calor podem ocorrer devido às mudanças nos níveis de hormônios. Quando estas ondas de calor ocorrem, você pode se refrescar rapidamente usando roupas finas, como cardigãs e suéteres, fáceis de serem removidas.

 

Tratamentos naturais para a menopausa

 

Você já deve ter ouvido sobre a fitoterapia e outros tratamentos "naturais" que prometem reduzir os sintomas da menopausa. Há poucas evidências da eficácia desses tratamentos e alguns deles podem causar danos, principalmente se interagirem com algum medicamento prescrito. Antes de fazer uso de cohosh negro, inhame selvagem, ginseng, raiz de erva-de-gato ou qualquer outro tratamento à base de plantas indicadas para aliviar o desconforto dos sintomas da menopausa, converse com seu médico.

Saiba dosar: se você está em casa ou em outro local onde seja conveniente, pode "jogar" água fresca em seu rosto com uma garrafa "squeeze" ou umedecer ou molhar o rosto com uma toalha úmida ou na pia do banheiro para um alívio imediato.

Evite cafeína e álcool: se suas "ondas de calor" parecem ser ativadas pelo consumo de álcool ou cafeína, evite-os. Tente substituir bebidas com cafeína por chás sem cafeína ou café descafeinado. Entretanto, atente pelo fato de que cortar a cafeína pode causar dores de cabeça e fadiga por vários dias. O excesso de cafeína pode fazer com que os rins excretem mais cálcio, um dos causadores do enfraquecimento dos  ossos(osteoporose) em mulheres após a menopausa.

Carregue um ventilador de bolso: várias mulheres se sentem aliviadas utilizando um pequeno ventilador de bolso a pilha após uma onda de calor repentina.

Faça algumas modificações na hora de fazer amor: as mudanças hormonais associadas com a menopausa normalmente deixam as membranas da mucosa vaginal mais finas e fazem com que elas fiquem mais secas. O resultado pode ser uma relação sexual dolorosa. Alguns desses tipos de ressecamento podem ser melhorados prolongando o tempo do ato sexual. Utilizar lubrificantes disponíveis no mercado também pode ajudar. Evite géis a base de petróleo, pois eles são de difícil remoção.

Faça exercícios regulares: exercícios aeróbicos regulares como caminhar ou nadar podem ajudar muito no aumento geral do nível de saúde, combater a fadiga e dar ânimo. Exercícios parecem diminuir também algumas mudanças como a fraqueza, que muitas pessoas acreditam estar relacionada à idade mas na verdade está relacionada à vida sedentária.

Exercícios freqüentes para emagrecimento, como caminhadas ou corridas, também podem ajudar a combater o aparecimento de osteoporose, um problema comum para várias mulheres na menopausa. Os ossos se fortalecem quando você faz exercícios regulares independentemente de sua idade.

Exercícios regulares podem diminuir as mudanças causadas pela menopausa.

Exercícios regulares podem diminuir as mudanças causadas pela menopausa

Tenha apoio: a menopausa pode ser um período de mudanças emocionais. Pode modificar a imagem que você tem de si mesma devido ao fato de seu corpo e suas responsabilidades estarem sofrendo mudanças. Você deve procurar auxílio com pessoas que vivenciam o mesmo problema. Pense na idéia de entrar em um grupo de apoio de mulheres que estão nesta fase, organizado pelo hospital local, pela comunidade ou por grupos de profissionais. Ou talvez você queira formar seu próprio grupo de apoio com suas amigas que também estejam enfrentando a menopausa. Outra opção é discutir seus sentimentos com um terapeuta licenciado, como psicólogo ou assistente social.

Tome bastante cálcio: os níveis de estrogênio diminuem após a menopausa, e como resultado, a perda óssea aumenta. Você pode manter seus ossos fortes tomando 1.500 miligramas de cálcio todos os dias, através de alimentos, suplementos ou na mistura dos dois.

Produtos derivados do leite são boas fontes de cálcio, mas, mesmo que você esteja com seu coração em forma, estará fazendo um bem maior se optar por produtos sem gordura, como o leite desnatado, iogurte e queijos. Por exemplo, um copo de 350 ml de leite integral ou desnatado contêm a mesma quantidade cálcio (350 mg), mas o leite integral tem mais calorias (150 contra 80) e mais gordura saturada (8 gr contra 0 gr). Para aumentar suas reservas de cálcio, faça uma dieta rica em fibras, vegetais e carboidratos complexos.

Se sua dieta não é rica em cálcio ou se suas reservas de cálcio estão vazias devido a uma vida de hábitos alimentares precários, faça uso de suplementos de cálcio. Tenha em mente que o número de miligramas de cálcio listado nas embalagens dos suplementos pode não ser a mesma quantidade de cálcio básica no produto. Por exemplo, são necessárias 1.200 mg de cálcio carbonato para obtenção de 500 mg de cálcio elementar. Pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre qual suplemento escolher. Entretanto, não aumente a ingestão de cálcio se você já teve cólica nefrética (pedras nos rins), porque pode aumentar o risco de um novo episódio. O mesmo estudo mostrou que a reposição hormonal aumenta o risco de doença cardiovascular, e a suplementação de cálcio e vitamina D melhora a osteoporose, mas não diminui o número de fraturas e, por outro lado, aumentou o número de episódios de cólica nefrética.

Faça uso de uma dieta balanceada e pobre em gordura: mulheres na menopausa possuem, além de um risco maior de osteoporose, um risco elevado de doenças cardíacas. A redução de estrogênio permite que os níveis de colesterol LDL (ou colesterol "ruim") aumentem.

A dieta correta pode ajudar a prevenir diversos problemas de saúde como a osteoporose, o câncer e doenças cardíacas em mulheres na menopausa. As dietas ricas em proteínas e sódio podem fazer com que o corpo excrete mais cálcio, o que contribui para a osteoporose. Faça uma dieta rica em frutas frescas e vegetais, grãos integrais, laticínios não-gordurosos e pequenas quantidades de carne. Se você ingere uma grande quantidade de carne, tente substituir uma parte por qualquer outro tipo de proteína, como o queijo tofu, grãos ou peixe.

Como você pode ver, há várias maneiras de lidar com os sintomas da menopausa, como as ondas de calor e os altos e baixos no humor. Assegure-se de provar que "a mudança" é tão suportável quanto parece mostrando quem realmente trabalha por você.

Alimentos ricos em cálcio para
mulheres na menopausa

O cálcio é importante para as pessoas em qualquer idade, mas se torna muito mais importante para as mulheres na menopausa, pois previnem a osteoporose. Inclua estes alimentos ricos em cálcio em sua dieta para garantir uma quantidade suficiente deste mineral:

  • amêndoas;
  • levedura de cerveja;
  • suco de laranja adicionado de cálcio;
  • leite de soja adicionado de cálcio;
  • dandélio verde;
  • sorvete (opte por variedades com menos gordura);
  • alga marinha;
  • cavala (peixe) enlatada;
  • leite (opte por variedades desnatadas ou semi-desnatadas);
  • folhas de mostarda;
  • ostras;
  • salmão, enlatado e com espinhas;
  • sardinhas, enlatada e com espinhas;
  • queijo de soja (tofu);
  • iogurte (opte pelas variedades sem gordura ou semi-desnatadas).

 
Publications International, Ltd.

Estas informações são apenas para fins ilustrativos. ELAS NÃO DEVEM SER CONSIDERADAS CONSELHOS MÉDICOS. Nem os Editores do Guia do Consumidor (R), Publications International, Ltd., o autor ou a editora são responsáveis por quaisquer conseqüências por qualquer tratamento, procedimento, exercício, mudança de dieta, ação ou aplicação de medicamentos como resultado da leitura ou acompanhamento das informações presentes. A publicação deste informativo não constitui de prática médica e estas informações não substituem o conselho de seu médico ou de qualquer outro profissional da saúde. Antes de iniciar qualquer tratamento, o leitor deve consultar um médico ou outro profissional de saúde.

Os nomes comerciais dos produtos mencionados nesta publicação são marcas registradas ou marcas de serviços de suas respectivas empresas. A menção a qualquer produto neste artigo não constitui responsabilidade por parte da Publications International, Ltd. ou com o site HowStuffWorks.com.br, nem mesmo o patrocínio por parte de nenhuma dessas empresas garantindo que o uso de seus produtos devem ser usados da maneira descrita neste artigo.