Prevenindo problemas nos olhos

Autor: 
Donald Patten, M.D.

Apesar de seus olhos serem surpreendentemente complexos e terem alta capacidade de recuperação, há limite para os maus tratos que eles podem suportar. Com o curso de muitos anos, ações simples do dia-a-dia podem lesar seus olhos.  Aqui estão alguns perigos que devemos evitar.

Exposição à luz ultravioleta

Óculos de sol são muito mais do que "charmosos", são barreiras de proteção que interrompem a exposição à luz ultravioleta (UV), uma porção dos raios solares que podem causar doenças oculares tais como catarata e degeneração macular.

A Academia Americana de Oftalmologia recomenda que você proteja seus olhos sempre que ficar no sol por tempo suficiente para se bronzear. O uso de um chapéu com abas diminui a exposição solar pela metade. Os óculos de sol aumentam ainda mais a sua proteção. Os raios solares podem também ser refletidos da água, da areia e da neve, sendo portanto aconselhável que nesses ambientes se use um óculos de sol, além do chapéu com abas.

Você deve proteger seus olhos sempre que ficar no sol por tempo suficiente para se bronzear ou ficar com uma queimadura solar.
2006 Publications International, Ltd.
Você deve proteger seus olhos sempre que ficar no
sol por tempo suficiente para se bronzear

Você consegue um bom bloqueio de UV mesmo usando óculos de sol baratos. Recomenda-se que seus olhos não sejam atingidos por mais de 30% da luz solar. Em condições muito luminosas, como em circuitos de esqui atingidos pelo sol ou na praia, é melhor você usar óculos de sol com um fator de transmissão de apenas 10%.

Tenha em mente também que óculos escuros sem bloqueio de UV não dão qualquer proteção. Na verdade, eles aumentam seu risco de danificar os olhos porque dilatam as suas pupilas. Isso permite que entre mais luz, sem haver o bloqueio dos perigosos raios UV.

Aqui estão alguns pontos a se considerar quando você for comprar óculos de sol:

  • A cor das lentes não afeta o nível de proteção UV.

  • Lentes polarizadas não são necessárias para proteção UV, mas diminuem o brilho que vem das superfícies reflexivas.

  • Óculos de sol que sejam mais escuros em cima e fiquem gradualmente mais claros embaixo, não protegem seus olhos tão bem quando você está no ambiente externo à luz do sol, como na praia ou em um circuito de esqui. Eles são adequados quando você estiver dirigindo um carro.

  • Teste os óculos de sol para ver se não causam distorção, segurando-os poucos centímetros à frente dos seus olhos. Olhe através dos vidros para focalizar alguma forma retangular, como a moldura da janela. Mova os óculos lentamente de um lado para o outro, depois para cima e para baixo. Se as linhas retas parecerem irregulares é porque as lentes são de má qualidade.

  • Certifique-se que os óculos de sol estão confortáveis; caso contrário, você não vai querer usá-los por longos períodos de tempo.

  • Certifique-se que no rótulo dos óculos está indicado que eles protegem contra a radiação ultravioleta A e B (UVA e UVB).

  • Lembre-se que o preço não é um bom indicador da qualidade de proteção dos óculos de sol. Alguns óculos de marca caros não fornecem uma proteção muito boa.

Forçar os olhos

O cansaço ocular, como ocorre quando se lê ou se costura, não lesa na verdade os olhos, mas faz com que fiquem cansados. Para ser exato, não são realmente os olhos que ficam cansados ou que são forçados, e sim os músculos ao redor dos olhos.

Mitos sobre forçar os olhos
Desde a infância muitos de nós ouvimos velhos alertas sobre não ler com luz fraca, assistir televisão com a sala escura, sentar-se perto demais da televisão ou ler sem nossos óculos. Todas essas ações, segundo nos dizem, prejudicam nossa visão. Nem tanto, dizem os especialistas. É certo que essas atividades podem deixar os seus olhos cansados, mas elas não causam danos reais a eles.

A melhor cura para o cansaço ocular é dar algum descanso aos músculos dos seus olhos. Feche-os por alguns instantes, ou olhe para o nada, bem longe, por um momento. Ter luz suficiente para ler ou trabalhar também ajuda a prevenir o cansaço ocular. Uma luminária ajustável ajuda você a concentrar a luz onde precisa mais dela e não onde iria irritar seus olhos. Lembre-se, quanto mais precisa a tarefa, mais luz será necessária.

Embora o cansaço ocular não prejudique seus olhos, pode causar desconforto, como olhos lacrimejantes ou secos, dificuldades de foco, fadiga e talvez venha acompanhado de uma dor de cabeça. Embora o cansaço ocular em si não seja algo sério, pode ser sintoma de alguma doença séria, como o glaucoma. Se estiver sendo incomodado por um cansaço ocular de longa duração, freqüente ou recorrente, você deve consultar um profissional.

Cuidados com olhos de diabéticos

Pessoas com diabetes precisam preocupar-se em particular com a proteção dos seus olhos. As complicações da diabetes impõem sérias ameaças aos olhos. O principal risco de doença ocular para pessoas com diabetes é a retinopatia diabética, onde vasos sangüíneos anormais crescem através da retina, danificando ,e às vezes, destruindo permanentemente a visão. A retinopatia diabética atinge cerca de um terço das pessoas com diabetes, principalmente depois de terem a doença por pelo menos 10 anos. Cerca de 5% dos diabeticos acabam perdendo a visão devido à retinopatia. Na verdade, ela é a causa líder de cegueira em pessoas com menos de 60 anos de idade nos Estados Unidos e Canadá.

Dieta, medicação e exercício são a chave para controlar a diabetes e reduzir os riscos de retinopatia. A pressão alta aumenta as chances de desenvolvimento de retinopatia. Sabe-se que controlar de perto os níveis de glicose no sangue diminui os riscos de uma pessoa ter retinopatia progressiva. Qualquer pessoa com diabetes que corra esse risco deve ser examinada pelo menos anualmente para verificar se tem doença ocular, mesmo que não haja sintomas na visão. Se for descoberta no início, o avanço da retinopatia pode às vezes ser detido através de tratamentos com laser. Aqueles que foram diagnosticados recentemente com diabetes do tipo II devem fazer um exame dos olhos logo após receberem o diagnóstico, pois os olhos já podem ter sido danificados.

Check-ups regulares podem ajudar a prevenir um problema sério.
2006 Publications International, Ltd.
Check-ups regulares podem ajudar a
prevenir um problema sério

Check-ups regulares

Devido à natureza humana, a maioria de nós espera até que os olhos estejam incomodando para fazer um check-up. O problema com isso é que podemos estar, sem saber, com uma doença nos olhos. Na hora em que procuramos um especialista em olhos, podemos ter perdido um tempo de tratamento valioso e alguma capacidade de visão. Descobrir cedo um problema de visão aumenta a chance de um tratamento bem sucedido.

Desse modo, o melhor que você tem a fazer é um check-up a cada 2 ou 4 anos quando estiver entre os 40 e os 65 anos de idade e a cada 1 ou 2 anos quando estiver com mais de 65 anos. Se você tiver diabetes ou um histórico familiar de condições como glaucoma ou degeneração macular, faça check-up uma vez por ano. Pessoas com miopia grave também correm maior risco de glaucoma e devem considerar fazer exames regulares.

Que tipo de especialista você deve visitar? Tanto o oftalmologista quanto o optometrista, são treinados para avaliar problemas nos olhos. Na maioria dos lugares apenas os oftalmologistas, que são médicos, podem prescrever medicamentos para tratar de doenças nos olhos. Eles são os únicos que podem fazer cirurgias nos olhos. Um terceiro tipo de especialista, o optometrista, é treinado para prescrever e ajustar óculos e lentes de contato. No Brasil, somente o oftalmologista pode prescrever óculos.

Se você estiver preocupado porque pode ter um problema sério nos olhos, relacionamos e explicamos na próxima página alguns das doenças graves que podem ocorrer nos olhos.

Seis maneiras de proteger seus olhos
Aqui estão algumas coisas simples que você pode fazer para tratar bem dos seus olhos.
  • Leia com boa luminosidade. A luz fraca não danifica seus olhos porém eles podem se cansar mais facilmente.

  • Se os seus olhos ficarem incomodados ao assistir televisão em uma sala escura, deixe uma luz acesa.

  • Se você tiver óculos ou lentes de contato, use-os. Você não precisará se esforçar tanto para enxergar.

  • Use um filtro anti-reflexivo no monitor do seu computador.

  • Posicione o monitor de modo que fique no nível dos olhos ou um pouco abaixo, e na distância que você usaria para segurar um livro enquanto lê.

  • Faça intervalos freqüentes daquilo que você estiver fazendo para dar um descanso aos músculos dos seus olhos.

Este artigo tem finalidade apenas informativa. ELE NÃO FORNECE ORIENTAÇÕES MÉDICAS. Tanto o editor do Consumer Guide ®, da Publications International, Ltd., quanto o autor e o divulgador não se responsabilizam por nenhuma possível conseqüência dos tratamentos, procedimentos, exercícios, modificações de dieta, ação ou aplicação de medicação que resultem da leitura ou utilização das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática da medicina e não substitui as orientações de seu médico ou outro profissional da saúde. Antes de iniciar qualquer tratamento, o leitor deve procurar o conselho do seu médico ou de outro profissional de saúde.