Como combater o colesterol alto no sangue

O coração é um músculo que bombeia o sangue por meio de movimentos ritmados e o faz circular por todo ao corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os tecidos do organismo. Os ataques do coração acontecem quando as artérias que levam sangue ao coração ficam bloqueadas. Privado do oxigênio e dos nutrientes transportados pelo sangue, as células cardíacas morrem. E caso não receba cuidados médicos imediatos, o mesmo poderá contecer a você.

Glossário do colesterol

Aterosclerose:
deposição de placas de gordura nas paredes das artérias que fornecem sangue para o coração. Estas placas podem bloquear o fluxo de sangue e causar um ataque cardíaco. Embora os médicos ainda não saibam seu motivo exato, pensa-se que ter um nível alto de colesterol no sangue é um dos fatores.

LDL:

lipoproteína de baixa densidade, colesterol "ruim" freqüentemente presente no desenvolvimento da arteriosclerose.

HDL: lipoproteínas de alta densidade, colesterol "bom" que os pesquisadores acreditam que protege contra a arteriosclerose.
Triglicerídeos: outro tipo de ácido graxo encontrado no sangue e avaliado pelos médicos quanto ao risco de doenças cardíacas.

As artérias do coração, mais conhecidas como artérias coronárias, podem ficar estreitas ou totalmente bloqueadas pelo desenvolvimento de uma placa composta por excesso de colesterol.

O colesterol é uma substância semelhante à gordura. O corpo humano necessita de uma certa quantidade de colesterol para formar hormônios e vitamina D, além de outras substâncias. No entanto, o excesso de colesterol no corpo pode resultar em altos níveis no sangue, o que pode aumentar as placas nas paredes das artérias.

Os cientistas ainda estão tentando descobrir o que faz com que estas placas se formem, mas não há dúvida de que ter colesterol alto é uma das principais causas dos ataques cardíacos. Neste artigo, vamos falar sobre o que significam os níveis de colesterol e as etapas que você pode seguir para manter o colesterol sob controle.

Fatos do coração

O risco para o coração é influenciado não apenas pela quantidade total de colesterol no seu sangue, mas também pela maneira como ele é "embalado". Todos sabemos que água e óleo não se misturam. O mesmo ocorre com o sangue, substância aquosa, e o colesterol, substância oleosa. Para que o colesterol se mova através do sangue, ele deve ser embalado com proteínas dentro de moléculas chamadas lipoproteínas. Há dois tipos principais de lipoproteínas: as de alta e as de baixa densidade.

As lipoproteínas de alta densidade (ou HDLs) são consideradas o tipo bom de colesterol porque ajudam a remover o excesso de colesterol do corpo.

Já as lipoproteínas de baixa densidade (o LDLs) tendem a formar depósitos de placas com o colesterol que carregam, impedindo o fluxo sangüíneo. Por isso, quanto mais do seu colesterol total estiver embalado na forma de HDL, melhor para as suas artérias e para o seu coração. Mas quanto mais estiver na forma de LDL, maiores os perigos para ele. Os níveis de LDL e HDL no seu sangue podem ser determinados através de um exame de sangue, assim como o colesterol total também. É importante obter esta informação se você estiver com colesterol alto.

Outros fatores de risco para doenças cardiovasculares, além dos níveis de colesterol total e LDL, incluem a hereditariedade, aumento de idade (55% de todas as vítimas de ataques cardíacos têm 65 anos ou mais, 45% têm menos de 65 e 5% têm menos de 40) e ser do sexo masculino (embora após a menopausa, o risco da mulher aumenta a um nível semelhante ao do homem). Mas, embora não haja nada que você possa fazer quanto aos seus genes, sexo ou idade, o controle do colesterol está nas suas mãos. Os médicos podem receitar drogas eficientes, incluindo os de uma classe chamada estatinas, que produzem reduções dramáticas no colesterol sangüíneo.

Antes de fazer qualquer coisa, é preciso conhecer as suas taxas de colesterol. Vamos conversar sobre esses números todos e o que eles realmente significam, na próxima seção.

Estas informações são apenas para fins ilustrativos. E NÃO DEVEM SER LEVADAS EM CONSIDERAÇÃO COMO CONSELHOS MÉDICOS. Nem os Editores do Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., o autor ou a editora assumem responsabilidade por quaisquer conseqüências de qualquer tratamento, procedimento, exercícios, alterações de dieta, ação ou aplicação de medicamentos utilizados decorrentes da leitura ou instruções contidas neste artigo. A publicação destas informações não constitui a prática de medicina e essas informações não substituem o conselho de seu médico ou outro profissional da saúde. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar o aconselhamento de seu médico ou outro profissional da saúde responsável.

As marcas de produtos mencionados nesta publicação são marcas registradas ou de serviço de propriedade de suas respectivas empresas. A menção a quaisquer produtos nesta publicação não constitui uma aprovação dos respectivos proprietários da Publications International, Ltd. ou da HowStuffWorks.com, nem significa uma afirmação advinda de qualquer uma destas empresas de que seus produtos deveriam ser usados da maneira descrita nesta publicação.