Partes da célula

Autor: 
Marshall Brain

Seu corpo é formado por cerca de 10 trilhões de células. As maiores células do corpo humano têm mais ou menos o mesmo diâmetro de um fio de cabelo, mas a maioria das células do corpo humano são menores do que isso (cerca de um décimo do diâmetro de um fio de cabelo humano).

Passe os dedos pelo cabelo agora e olhe um único fio. Ele já não é muito grosso, tem cerca de 100 mícrons de diâmetro (um mícron é um milionésimo de um metro, então 100 mícrons correspondem a um décimo de milímetro). Uma célula humana comum pode ter cerca de um décimo do diâmetro do seu cabelo (10 mícrons). Olhe para o dedo minimo do seu pé, ele representa 2 ou 3 bilhões de células, dependendo do tamanho dele. Imagine uma casa grande cheia de ervilhas. A casa é o seu dedinho e as ervilhas são as células. 

As bactérias são as células mais simples que existem. Uma bactéria é uma célula viva, simples e auto-suficiente. Uma bactéria Escherichia coli (ou E. coli) é o exemplo típico, ela tem cerca de um centésimo do tamanho de uma célula humana (talvez um mícron de comprimento e um décimo de mícron de largura), o que a faz ser invisível sem o auxílio de um microscópio. Quando você está com uma infecção, as bactérias ficam nadando ao redor das suas células grandes como se fossem barcos à remo perto de um navio.

As bactérias são muito mais simples do que as células humanas. Uma bactéria consiste em um invólucro exterior chamado de membrana celular e um líquido aqüoso chamado citoplasma dentro dessa membrana. O citoplasma pode ter cerca de 70% de água. Os outros 30% são compostos de proteínas chamadas enzimas que a célula produziu, juntamente às moléculas menores como aminoácidos, moléculas de glicose e ATP. No centro da célula, encontra-se uma bola de DNA (semelhante a um novelo de barbante bem cheio). Se fosse esticar esse DNA até ficar um só fio, ele seria incrivelmente comprido em comparação com a bactéria (cerca de mil vezes mais longo).

Uma bactéria E. coli tem um formato de cápsula bem peculiar. A porção externa da célula é a membrana celular, exibida aqui na cor laranja. Na E. coli, na verdade, existem duas membranas muito próximas entre si protegendo a célula. Dentro da membrana há o citoplasma, formado por milhões de enzimas, açúcares, ATP e outras moléculas que flutuam livremente na água. E o DNA fica no centro da célula. O DNA é como um novelo de barbante bem cheio. Nas bactérias, o DNA não possui proteção, o novelo de barbante flutua pelo citoplasma nas proximidades do centro da célula. Ligado à parte externa da célula existem longos fios chamados de flagelos, que servem para impulsionar a célula. Mas nem todas as bactérias possuem flagelos, e nenhuma célula humana os têm (com exceção dos espermatozóides).

As células humanas são bem mais complexas do que uma bactéria. Elas contêm uma membrana nuclear especial para proteger o DNA, membranas e estruturas adicionais como mitocôndria e complexos de Golgi, além de uma variedade de outras funções avançadas. No entanto, os processos fundamentais são os mesmos tanto nas células humanas como nas células de bactérias. Pensando nisso, que tal começarmos com as bactérias?