Vida e crescimento de uma bactéria

Embora as bactérias ocorram em uma grande variedade de ambientes, elas são mais abundantes em lugares úmidos e de temperatura moderada. Muitas bactérias morrerm se expostas a temperaturas secas ou extremas. Algumas bactérias, contudo, são capazes de resistir a essas condições - certos tipos sobrevivem transformando-se em endosporos. Um endosporo é uma célula inativa contendo o DNA de uma bactéria, cercado por uma fina cobertura protetora. Alguns endosporos podem sobreviver por séculos e voltar a ser uma bactérias quando as condições ambientais se tornarem favoráveis.

Bactéria estreptococo, que cresce em cadeias
cdasher/iStockphoto
Bactéria estreptococo, que cresce em cadeias

 

A maioria das bactérias são heterotróficas, isto é, elas obtêm comida de outros organismos. Outras bactérias são autotróficas, isto é, elas produzem sua própria comida. Bactérias heterotróficas geralmente se alimentam de matéria orgânica morta, embora algumas espécies sejam parasitas. A maioria das bactérias autotróficas usam energia da luz do sol para produzir comida por meio da fotossíntese. Ambos os tipos de bactéria pode ser ou aeróbicas ou anaeróbicas. As bactérias anaeróbicas vivem em ambiente com ausência de oxigênio; bactérias aeróbicas vivem em ambientes no qual o oxigênio livre está presente.

Em geral, as bactérias se reproduzem pela divisão (fissão) simples, ou binária. Sob condições favoráveis, um organismo adulto pode se dividir para formar dois novos organismos. Elas se multiplicam rapidamente,  geralmente dobrando sua população a cada 20 minutos. Algumas bactérias se reproduzem por um processo em que um pequeno broto de um único pai se desenvolve em outro organismo novo e idêntico. Poucas bactérias podem reproduzir-se sexualmente sob certas condições. Nesse caso, duas bactérias se unem para formar um zigoto, que se divide em novas células. Algumas bactérias formam colônias que podem tornar-se grandes o bastante para serem vistas a olho nu.