Classificação das bactérias

Forma

Existem vários tipos de bactérias, que podem ser classificadas por dois métodos. O mais simples
e mais velho método é pela forma. As quatro principais categorias são:

  • Bactérias
    em formato de bastonete são conhecidas como bacilos. Elas normalmente
    possuem saliências onduladas, que são os flagelos, utilizadas para se
    impulsionar.  Alguns bacilos formam uma parede grossa de células
    conhecida como esporos que podem sobreviver por longos períodos, mesmo
    depois da bactéria principal ter sido morta por congelamento,
    desinfetante ou outros fatores. Quando as condições são propícias, os
    esporos podem gerar novas bactérias. A febre tifóide é causada por um
    bacilo. É o mais numeroso de todos os tipos. Incluem os cocobacilos e os estreptobacilos.

Bactérias
©iStockphoto.com/Henrik Jonsson
Bactérias em formato de bastonete, conhecidas como bacilos

  • Bactérias em formato
    arredondado ou oval
    são conhecidas como coco. Elas surgem isoladamente
    (micrococo), em cadeias (estreptococo - causa da faringite), em pares 
    (diplococo - causa de um tipo comum de pneumonia) ou em grupos
    irregulares (estafilococo - causa de muitas infecções de pele). A
    bactéria do tipo coco não forma esporos nem se movimenta normalmente. 
  • Bactérias em formato de espiral, conhecidas como espirílios. É o tipo menos numeroso.
  • Bactérias
    em formato de vírgula são chamadas vibriões - um exemplo de vibrião é o
    causador da cólera. Bactérias em forma de espiral são chamados de
    espiroqueta; a bactéria causadora da sífilis é uma espiroqueta.

Ordem

O segundo método de classificação é baseado em outras características,
como tamanho, cor e composição química. Uma versão abreviada e
simplificada desse sistema é a seguinte:

Ordem Actinomycetales
- bactérias em forma de filamento, por vezes ramificada, que tem
crescimento parecido com o do fungo. São importantes na fertilização do
solo e como fonte de antibióticos.

Ordem Beggiatoales -
bactéria em forma de filamento que se move pela superfície em um
movimento deslizante e gradual. Usam a fotossíntese para produzir
comida. Muitas oxidam compostos de enxofre.

Ordem Chlamydobacteriales
- bactéria envolvida por um cobertura protetora chamada bainha. Elas
crescem em grupos parecidos com algas e usam componentes do ferro para
crescer.

Ordem Eubacteriales - bactéria de célula rígida que tem forma de bastonete ou arredondada. A maioria é imóvel.

Ordem Hyphomicrobiales - bactéria de célula rígida que se reproduz por germinação.

Ordem Myxibacteriales - bactéria flexível e em forma de bastonete. Elas excretam limo e alguma produzem apêndices que são visíveis a olho nu.

Ordem Rickettsiales
- bactérias pequenas, em forma de bastonete ou arredondada que são
parasitas internos em humanos e animais. A maioria é patogênica.

Ordem Spirochaetales - bactérias de forma espiral, espiroquetas. A maioria é patogênica.

O ar na classificação das bactérias

Uma
outra forma de classificar bactérias é avaliando se elas podem viver na
presença do ar. Aquelas que sobrevivem são chamadas de aeróbicas e as
que não vivem no ar são as anaeróbicas. Algumas podem viver com ou sem
ar e são chamadas anaeróbios facultativos. Tétano é um exemplo de
doença causada por uma bactéria anaeróbica normalmente encontrada no
solo. Elas não representam riscos aos seres humanos, a menos que entrem
no corpo através de um ferimento, particularmente um ferimento profundo
(feito ao pisar em um prego, por exemplo). O ar não consegue destruir
os organismos e assim estes começam a se multiplicar dentro do corpo, a
menos que a pessoa infectada tenha sido vacinada contra o tétano.