Como funcionam as bactérias

bactérias

Bactérias são organismos microscópicos unicelulares, cujo tamanho varia de 0,15 a 4 micrômetros (um micrômetro equivale a 0,001 milímetro). A maior bactéria conhecida, a Thiomargarita namibiensis, tem mais de 750 micrômetros de comprimento. Alguns tipos de bactéria causam doenças em adultos e animais, mas muitas outras são benéficas. As bactérias decompõem o lixo orgânico, enriquecem o solo e são usadas para fabricar vinho, cerveja, vinagre, queijo e iogurte. Algumas bactérias vivem no intestino de seres humanos e animais e contribuem na digestão.

Embora muitas doenças infecciosas seja causadas por bactérias, há relativamente muito poucas espécies produtoras de doenças, se comparado ao grande número das que são úteis e inofensivas. Bactérias são diferentes dos vírus, pois elas são capazes de se multiplicar fora de uma célula viva, enquanto que os vírus somente crescem e se multiplicam em células vivas. As bactérias são diferentes de outros organismos que causam infecção - protozoários (seres unicelulares) e fungos (organismos similares aos vegetais) - porque elas não possuem núcleo e sim um nucleóide que é uma grande molécula de DNA com proteínas associadas que não fica separada do citoplasma por nenhuma membrana; e também não possui organelas no seu citoplasma. 

Cultura de bactérias
AndreasReh/iStockphoto
Cultura de bactérias observado em placa de petri

 

Um célula de bactéria consiste de uma minúscula massa de citoplasma cercada por três camadas distintas: membrana citoplasmática, parede da célula e cápsula. Dentro do citoplasma está o DNA, material contendo a informação genética. Ao contrário do que acontece com outros organismos, o DNA  da bactéria não está fechado em uma membrana ou no núcleo. Algumas cadeias de bactérias têm apêndices parecidos com uma flagela, que as habilita a locomover-se com um movimento de nado. Algumas bactérias também têm apêndices parecidos com cabelos curtos que as ajudam a aderir a certas superfícies. Outras bactérias contêm uma substância especial que permite que elas emitam luz por um processo chamado bioluminescência.

Na próxima página, conheça os tipos de bactérias.