Aromaterapia: bergamota

Autor: 
Kathy Keville
Aromaterapia

Você já desfrutou de um chá Earl Grey?  O que o torna único é o uso do óleo essencial de bergamota, que dá sabor a muitas bebidas e doces. A fragrância profunda e cítrica da bergamota é também um componente popular em perfumes masculinos, e muito usada em aromaterapia.

Uma pequena árvore cítrica originária da Ásia tropical produz a fruta verde e arredondada cujos óleos são extraído da casca antes do amadurecimento. Embora não seja comestível ou bonita, os óleos da fruta têm um cheiro verdadeiramente maravilhoso.

O óleo de coloração esverdeada só conquistou apreço quando a árvore foi plantada em Bérgamo, Itália, no século 15. Lá a fruta passou a ser usada no tratamento de febres, malária e vermes intestinais. Ela também é cultivada nos climas tropicais da Califórnia, Flórida e Caribe.

De acordo com a lenda, Cristóvão Colombo levou a árvore ao Caribe, onde ela é usada em práticas de vodu para proteger pessoas contra o azar. Colombo pode ter tido razões pessoais para levar a bergamota na viagem. Levar a fruta seca no bolso era uma superstição que supostamente mantinha um viajante seguro em suas jornadas, e reduzia o desgaste do percurso.

Os modernos aromaterapeutas sugerem pingar algumas gotas de bergamota  em um pedaço de pano e levá-lo no bolso ou mala. Cheirar o pano durante uma viagem pode reduzir o estresse, depressão, ansiedade ou insônia.

Principais componentes da bergamota: acetato de linalil, linalol e até 300 outros componentes, entre os quais bergapten. 

O aroma da bergamota: uma fragrância fresca, verde, limpa e refrescante, mas ligeiramente aguda e balsâmica, se comparada a outros cítricos. Ele se mistura bem a outros aromas, tornando outras fragrâncias mais suaves e ricas.

Propriedades terapêuticas da bergamota: anti-séptica, antiinflamatória, antidepresseiva, antiviral, antibiótica.

Usos da bergamota: a bergamota combate diversos vírus, entre os quais os causadores da gripe, herpes, cobreiro e catapora. Devido às suas versáteis propriedades antibióticas, também trata de infecções bacterianas no sistema urinário e diversas condições de pele, entre as quais eczemas. O melhor uso é em forma diluída, em loção ou óleo de massagem aplicado externamente sobre a área afetada.

Como desodorante natural não só oferece aroma agradável mas mata as bactérias responsáveis pelo mau cheiro. 30 gotas de óleo em uma xícara de amido de milho ou três gotas por 10 mililitros de hamamélia, comprada em farmácia, fazem um desodorante instantâneo. A bergamota, quando inalada só perde para a lavanda em sua capacidade de relaxar a mente.

Avisos sobre a bergamota: devido ao bergapten, a bergamota pode causar fotossensibilidade, com pigmentação anormal de pele em caso de uso externo por indivíduos sensíveis e expostos ao sol. Há um óleo essencial sem bergapten; a embalagem deve conter essa informação. Embora a idéia de produzir um chá Earl Grey em casa possa parecer atraente, melhor deixar a tarefa aos especialistas. Eles acrescentam uma quantidade mínima de óleo essencial ao chá, em proporção na qual a ingestão é segura.  

Para saber mais sobre a aromaterapia e outras formas de medicina alternativa, consulte:

  • Aromaterapia: aprenda sobre a aromaterapia. Como ela funciona, qual é o papel dos óleos essenciais e como usar aromaterapia.
  • Perfis dos óleos essenciais:
    recolhemos perfis de dezenas de plantas usadas para produzir óleos
    essenciais. Nestas páginas, você descobrirá sobre as propriedades e
    preparativos para os óleos essenciais mais populares.
  • Como tratar problemas comuns com a aromaterapia
    (em inglês): a aromaterapia pode ser usada para tratar diversas
    condições, de asma a depressão e problemas de pele. Aqui você aprenderá
    como tratar alguns problemas médicos comuns com aromaterapia.
  • Remédios caseiros (em inglês): recolhemos mais de uma centenas de receitas de remédios caseiros seguros que passaram no teste do tempo.
  • Remédios herbais
    (em inglês): remédios herbais e aromaterapia podem ser muito
    semelhantes, e derivam de raízes históricas comuns. Nesta página, você
    encontrará todos os nossos perfis herbais e instruções para o
    tratamento de problemas médicos com remédios herbais.

SOBRE A AUTORA: Kathi Keville é diretora da Associação Herbal Americana e editora do boletim American Herb Association Quarterly.
Escritora, fotógrafa, consultora e professora especializada em
aromaterapia e ervas há mais de 25 anos, ela é autora de diversos
livros, entre os quais Aromatherapy: The Complete Guide to the Healing Art e Pocket Guide to Aromatherapy, e publicou mais de 150 artigos em revistas como New Age Journal, The Herb Companion, e New Herbal Remedies.

Estes
dados têm propósito exclusivamente informativo. NÃO PRETENDEM SERVIR
COMO CONSELHO MÉDICO. Nem os editores de Consumer Guide (R),
Publications International, Ltd., nem a autora ou a empresa assumem
responsabilidade por quaisquer possíveis conseqüências dos tratamentos,
procedimentos, exercícios, alteração na dieta, ação ou aplicação de
medicamentos que resultem da leitura das informações aqui contidas. A
publicação destas informações não constitui prática da medicina, e não
substituem os conselhos de seu médico ou profissional de saúde
responsável. Antes de empreender qualquer forma de tratamento, o leitor
deve solicitar o conselho de seu médico ou de outro profissional de
saúde.