Dieta e hemorróidas

Autor: 
Editores do Consumer Guide

As pessoas que sofrem com hemorróidas podem fazer algumas mudanças em sua dieta para aliviar a dor na região anal e evitar que elas "queimem."

Refaça sua dieta

Um dos fatores mais importantes para a cura das hemorróidas é a mudança na dieta adicionando alimentos ricos em fibras.

Dieta de fibras
- as fibras presentes em alimentos como frutas, vegetais, grãos integrais e castanhas - passam pelo trato digestivo sem serem atacadas pelas enzimas digestivas. Conforme elas se movem, absorvem várias vezes o seu peso em água; e quando alcançam o colo juntamente com o que sobrou do bolo digestivo, produzem fezes compactas, pesadas e macias - todos fatores que facilitam na evacuação sem necessidade de esforço. Lembre-se, fazer esforço para evacuar é a principal causa das hemorróidas. Em cerca de metade dos casos de hemorróidas, o consumo de alimentos ricos em fibras é o único tratamento necessário. O farelo de cereais, principalmente o de trigo, é o indicado para a cura total, pois ele deixa as fezes mais consistentes.

As maças são uma boa fonte de fibras para incrementar a dieta para aliviar as hemorróidas.
As maças são uma boa fonte de fibras para incrementar a dieta e aliviar as hemorróidas

Abaixo temos alguns alimentos que podem aumentar a quantidade de fibras
de sua dieta, se ingeridos regularmente.

Grãos: trigo integral, centeio integral, arroz integral, milho, farinha de aveia integral, farinhas de cereais integral, legumes, feijão-de-fava, grãos de soja, feijão comum, lentilha e grão-de-bico.

Vegetais: cenoura, couve-de-bruxelas, berinjela, repolho, milho, vagem, alface.

Frutas: maçã, laranja, pêra, figo, ameixa, pêssego, uvas passas.

Como em qualquer situação, a moderação é importante. É indicado que as fibras sejam adicionadas gradualmente à dieta, ao invés de adicioná-las em todas as refeições. A adição abrupta pode causar gases, cólicas abdominais ou diarréia. Se isso acontecer, você pode sentir o aumento dos gases intestinais no início, provacando uma sensação de distensão abdominal, mas não demora mais que duas semanas para que as bactérias presentes no cólon se ajustem à sua nova dieta. Mas cuidado, pois a ingestão excessiva de fibras pode causar constipação.

Beba

Certifique-se de beber água suficiente para manter o processo digestivo em movimento. É recomendado a ingestão de, pelo menos, oito copos de água ou de qualquer outra bebida descafeinada por dia. Frutas e vegetais, que são importantes fontes de fibras naturais, contêm naturalmente água e podem ajudá-lo a manter-se hidratado.

Emagreça

Se você está acima do peso, é importante deixar o peso próximo do ideal. Isso fará bem para o resto do corpo também.

Quando as hemorróidas aparecem, causando dor e desconforto, existem alguns medicamentos disponíveis para aliviar temporariamente alguns dos sintomas. Felizmente, você pode fazer mudanças simples e saudáveis em seu estilo de vida que previnem a ocorrência de hemorróidas.

As pessoas mencionadas a seguir contribuíram para este artigo:

Timothy Gower é um escritor e editor "freelancer" cujo trabalho já apareceu em várias publicações, incluindo Reader's Digest, Prevention, Men's Health, Better Homes and Gardens, The New York Times, e The Los Angeles Times. Autor de quatro livros, Gower também ajuda como editor para a revista Health.

Betsy A. Hornick, M.S., R.D., é nutricionionista especializada em nutrição e comunicação. Ela contribuiu com inúmeras publicações educacionais sobre nutrição e saúde tanto para consumidores como para profissionais da saúde, incluindo a "Bíblia para perda de peso", Livro de receitas de carnes saudáveis, e vários outros materiais publicados pela Associação Americana de Nutricionistas. Ela é uma colaboradora regular da revista Diabetic Cooking.

Alice Lesch Kelly é escritora residente em Boston. Seu trabalho já foi publicado em revistas como Shape, Fit Pregnancy, Woman's Day, Reader's Digest, Eating Well, e Health. Ela é co-autora de três livros sobre saúde da mulher.

Ivan Oransky, M.D., é agente editorial da revista "The Scientist" Ele é
autor ou co-autor de quatro livros, incluindo "The Common Symptom Answer Guide" (McGraw-Hill, 2004), e já escreveu para públicações como Boston Globe, The Lancet, e
USA Today. Ele possui títulos como o de auxiliar de professor de medicina e também de ajudante de professor de jornalismo na Universidade de Nova Iorque.

Eric Yarnell, N.D., R.H. (A.H.G.) é um médico naturopata e botânico registrado em práticas especializadas em saúde masculina e urologia. Ele é assistente de professor no departamento de medicina botânica da Universidade de Bastyr em Seattle e é presidente da Academia de medicina botânica. É autor de vários livros didáticos, incluindo Gastroenterologia naturopática, Naturopathic Urology and Men's Health (Urologia naturopática e saúde do homem) , e Clinical Botanical Medicine (Medicina botânica clínica) além de escrever uma coluna regular sobre fitoterapia na publicaçãoAlternative and Complementary Therapies.

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM A INTENÇÃO DE SERVIR COMO CONSELHO MÉDICO. Nem os Editores do Guia do Consumidor (R), Publications International, Ltd., o autor ou a editora são responsáveis por quaisquer conseqüências por qualquer tratamento, procedimento, exercício, mudança de dieta, ação ou aplicação de medicamentos como resultado da leitura ou acompanhamento das informações presentes. A publicação deste informativo não constitui de prática médica, e estas informações não substituem o conselho de seu médico ou qualquer outro profissional da saúde. Antes de proceder qualquer tratamento, o leitor deve procurar ajuda de um médico ou qualquer outro profissional da saúde.